Samoa foi declarada oficialmente uma nação cristã

share on:

10/08/2017

A pequena ilha de Samoa foi declarada oficialmente uma nação cristã. A ilha conquistou essa condição através de uma lei que altera a Constituição local, observando que a sociedade samoana está “baseada em princípios bíblicos”. A lei foi aprovada por 43 dos 49 representantes do parlamento de Samoa, que fica localizada a leste da Austrália, no Oceano Pacífico.

A Constituição do país tem reconhecido o cristianismo há muito tempo. A lei afirma que o governo samoano deve comportar-se “dentro dos limites prescritos pelos mandamentos de Deus”. O Artigo 1 da Constituição declara que “Samoa está fundada em Deus”. O primeiro-ministro Malielegaaoi entendeu que a expressão era insuficiente porque não foi especificamente incluída no corpo da Constituição. O Parlamento está editando o texto do artigo estabelecendo que ficará da seguinte forma: “Samoa é uma nação cristã fundada em Deus, Pai, Filho e Espírito Santo”. Este conceito específico de Deus não deixa espaço para a interpretação de outros grupos religiosos, do judiciário e até mesmo do próprio governo.

O primeiro-ministro admitiu que a emenda foi estabelecida para evitar conflitos religiosos que ocorrem no mundo e levaram a guerras civis dentro dos países. O procurador-geral Lemalu Hermann disse que a alteração não muda os direitos dos indivíduos de exercerem suas crenças religiosas. Ele disse que apesar religião nacional ser o cristianismo, a liberdade individual da religião de todos os cidadãos permanece intacta.

Praticamente 98% da população professa a fé cristã, dos quais 75% se declararam evangélicos, 23% católicos e 50 pessoas afirmam ser muçulmanas. Samoa é um Estado soberano da Polinésia na Oceania e consiste em várias ilhas, sendo as principais Savai’i e Upolu.

Fonte: Guiame

Confira a Reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial