Violência

share on:

20/09/2018 – FIQUE POR DENTRO

O Brasil contabilizou 63 mil oitocentas e oitenta mortes violentas ao longo do ano passado. O número, que significa uma média de 175 mortes por dia (ou ainda 7 por hora), representa um recorde da violência no país. É o que aponta o anuário da segurança divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Segundo o estudo, o total de assassinatos reportados pelas secretarias estaduais de segurança de todo o Brasil em 2017 supera em 2,9% o índice do ano anterior. Trata-se do maior número desde que os dados da violência começaram a ser compilados pelo Fórum, em 2013.

A maioria esmagadora dessas mortes decorreu de homicídios dolosos, crime responsável por 55 mil e novecentas das mortes violentas ocorridas em 2017 (crescimento de 2,1% em relação ao ano anterior). Também houve 2 mil 460 casos de latrocínio e novecentas e cinquenta e cinco mortes ocorridas após episódios de lesões corporais. A taxa de mortes violentas no Brasil hoje é de 30,8 para cada 100 mil habitantes. Esse índice chega a 68 (por 100 mil) no Rio Grande do Norte, o estado onde mais corre-se riscos de se tornar vítima de assassinato no país.

A efeito de comparação, a taxa de mortes violentas nos países que integram a Comissão Europeia é de 1,3 por grupo de 100 mil habitantes. Ao se debruçar sobre os episódios de violência contra a mulher, o Fórum Brasileiro de Segurança Pública identificou altas nos números de estupros e de homicídios.

Mais de 60 mil mulheres foram estupradas no ano passado, o que representa alta de 8,4% em relação a 2016. Já os homicídios somaram 4 mil 539 casos, num crescimento de 6,1% na mesma comparação. A Lei Maria da Penha, que completou 12 anos, foi acionada mais de duzentas e vinte e uma mil vezes por brasileiras ao longo do ano passado. Esse valor significa 606 casos de violência doméstica por dia.

O novo Anuário Brasileiro da Segurança Pública reúne também dados sobre mortes que envolvem a participação de policiais. Ao longo do ano passado, 367 policiais (civis ou militares) foram assassinados, o que representa média de um agente por dia. Na comparação com 2016, houve queda de 4,9% nesse índice.

Já o total de cidadãos civis mortos em intervenções policiais chegou a 5 mil 144 em 2017 (média de 14 mortes por dia), número que indica aumento de 20% em relação ao ano anterior.

O avanço da violência no Brasil se dá a despeito do aumento nos investimentos em segurança pública, que atingiram 84 bilhões e 700 milhões de reais em 2017 (gasto médio de 408 reais por cidadão nessa área).

A União empenhou 6,9% recursos a mais que em 2016, enquanto os municípios reduziram em 2% seus investimentos em segurança. Já os Estados ficaram no mesmo patamar de recursos empenhados entre 2016 e 2017, aumentando em apenas 0,2% os gastos em segurança.

Fonte: IG


Entrevista com Paulo Beni. Ele é consultor em segurança. Confira:

 


Brasil quer uso comercial para base de Alcântara em 2019

A Força Aérea do Brasil pretende que o Centro de Lançamento de Satélites de Alcântara, no Maranhão, tenha uso comercial a partir do próximo ano e para isto negocia um acordo de “salvaguarda tecnológica” com os Estados Unidos. É o que afirma o brigadeiro Luiz Fernando de Aguiar, presidente da Comissão de Implantação de Sistemas Espaciais, durante uma visita de jornalistas à base espacial.

Alcântara tem uma localização ideal para os lançamentos, por ficar próxima da linha do Equador, o que permite economizar até 30% do combustível ou transportar mais carga. Mas para o lançamento de dispositivos a partir da base é necessário um acordo de proteção tecnológica com os Estados Unidos, porque a maioria dos foguetes tem tecnologia norte-americana, segundo as autoridades brasileiras.

A gestão comercial da base estaria a cargo de uma nova empresa pública brasileira a ser criada, a Alada, explicou Aguiar. As negociações para um acordo espacial entre Brasil e Estados Unidos foram retomadas em 2017, depois de muitos anos de paralisação. No fim do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), Brasil e Estados Unidos chegaram a um acordo para o uso da base, mas que foi bloqueado no Congresso, que considerou o texto desequilibrado e em conflito com as leis brasileiras.

Em 2003, o ex-presidente Lula fechou um acordo com a Ucrânia para o lançamento de satélites a partir desta base. Em julho de 2015, durante o mandato de Dilma Rousseff, o Brasil encerrou a associação, argumentando que ocorreu uma mudança nas condições tecnológicas e econômicas. O programa sofreu vários problemas, o principal deles em 2003, quando um foguete VSL explodiu na plataforma de lançamento, uma tragédia que matou 21 técnicos e destruiu parte das instalações.

Fonte: UOL


Rompa com o abuso

“Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés e, voltando-se, vos dilacerem.” Mateus 7.7

Faz algum sentido usar sua melhor roupa quando você vai trabalhar debaixo do seu carro? Então por que razão muitos continuam a colocar a si mesmos em trabalhos, situações e relacionamentos que lhes arruínam a paz, a saúde e a autoestima?

Será que deveríamos deixar nossos mais preciosos bens num lugar público, desprovidos de toda e qualquer proteção?

Então por que alguém se permite colocar a sua mente e seu corpo ao alcance de pessoas com uma longa história de abuso e negligência?

A realidade incontestável é que nós somos para nós mesmos nosso bem mais precioso. Quantos de nós perdemos nosso tempo, nossa paz, nosso gostar e algumas vezes a própria vida submetendo-nos a abusos físicos, emocionais e psicológicos, de trágicas e devastadoras consequências!

Quero encorajá-lo a dar a você mesmo o valor e a dignidade que Deus lhe tem conferido. Cabe a você dar o devido valor à vida, à saúde emocional e física, e usar o bom senso para compreender que se você colocar a sua cabeça na boca de um leão fatalmente você será destruído.

Contudo ainda há esperança!
Peça a ajuda e a força de Deus; Clame para que o Senhor Jesus te dê forças para quebrar essa situação. Busque o auxílio e o conselho de amigos; enfim, faça o que puder fazer, mas livre-se desse cenário!

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” 1Coríntios 6.12