Vida na roça

share on:

26/06/2019 – FIQUE POR DENTRO

“As quatro da manhã acordo todo dia. E calço a botina velha cheio de alegria. De trás lá da montanha ainda nem saiu o sol. O galo cantando ao lado do paiol avisa a chegada de um novo dia. Depois do cafezinho quente eu vou trabalhar. Tirar o leite, roçar, arar e plantar. Lá no pomar, os pés já estão carregados. A primavera deixou seu legado. Mais um bom motivo pra gente cantar.”

Essa é a vida na roça nas palavras do compositor, cantor e violeiro Vitor Quevedo. É música boa ao som da viola caipira. Hoje, no Fique por Dentro, Fábio Zamana e Paula Ferreira conversaram com o músico. Confira: