Tosse

share on:

18/06/2018

A tosse é um reflexo de proteção do aparelho respiratório, como consequência de um processo irritativo. Esse é um processo benéfico que impede a entrada de germes, secreção, alimentos ou corpos na via aérea.

Em outros casos, no entanto, tosse por ser um sinal e algum problema de saúde mais grave, ainda mais quando a tosse for excessiva e vier acompanhada de secreção.

Há DOIS tipos de tosse: a seca e a produtiva. É que possui a presença ou não de muco que estabelece a diferença. Na tosse produtiva a secreção se movimenta e é eliminada.

Já na tosse seca… Esse catarro parece não existir. Mas, é importante avaliar se a tosse é, realmente, seca ou se a secreção não flui por desidratação ou tratamento incorreto.

Fontes: minhavida.com.br e drauziovarella.uol.com.br

Estado de São Paulo tem maior número de casos de agressão a professores desde 2014

O estado de São Paulo registra o maior número de agressões a professores da rede estadual no 1º trimestre desde 2014.

Os dados foram obtidos com exclusividades pela rede de notícias GloboNews por meio da Lei de Acesso à informação. Os índices oficiais da Secretaria Estadual da Educação de São Paulo mostram que, no 1º trimestre deste ano, foram registrados 74 ocorrências de agressão.

O Registro de Ocorrência Escolar é uma ferramenta on-line na qual os Diretores de Escola realizam o registro que aconteceu dentro das dependências da escola, seja de cunho disciplinar ou de natureza delituosa.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo afirmou que São Paulo é o pioneiro no enfrentamento das questões de relacionamento entre professor e aluno, e por isso a Secretaria por meio de medidas públicas estão distribuindo manuais com orientações de como os gestores devem tratar os envolvidos nesses casos.

Fonte: G1

 

Deus te abençoe!

É cada vez mais comum ouvir essa frase por aí. Ainda há poucos anos era praticamente exclusiva de alguns poucos “religiosos”, e quem a usasse até provocaria estranheza. Era um linguajar que não cabia numa conversa comum. Hoje isso mudou. Para muita gente, uma forma aparentemente mais simpática de dizer “tchau”. Chega a ser usada como ironia, como quando se deixa de dar a esperada gorjeta a alguém.

Em tal contexto, ela realmente não significa nada. É pena, porque na verdade é a coisa mais preciosa que se pode desejar a alguém.

O que é “bênção”, afinal? Você seria capaz de definir o termo?

No mínimo, concordará que deve ser algo bom. De fato, “abençoar” significa “dizer alguma coisa boa em favor de alguém”. O que pode não passar de meras palavras, quando procede do próprio Deus, não envolve apenas um vago desejo (tomara que… mas sei lá…), mas representa a ação daquele que realmente detém todo o poder e cuja palavra, longe de ser “mera”, fez nada menos que criar o universo. Não se pode desprezar.

A Bíblia fala bastante sobre bênção, e uma passagem muito interessante a respeito encontra-se em Provérbios 10.22. Essa passagem parece um corpo multicolorido, que assume vários aspectos diferentes dependendo do lado de qual se olha. Assim, cada tradução enfatiza um aspecto diferente. Uma das mais curiosas e – convenhamos – certamente menos exatas é a tradicional tradução alemã de Lutero, que em português seria algo como: “A bênção do Senhor enriquece sem esforço”. Ou seja, uma promessa para preguiçoso nenhum botar defeito. Uma tradução mais exata diria que a riqueza depende da bênção do Senhor, e nosso esforço nada pode acrescentar a ela.

Se eu quiser enriquecer, no entanto, preciso empenhar-me sim, quer seja trabalhando duro, quer seja sendo esperto (não necessariamente honesto). É o que a experiência mostra. Portanto, a promessa é tola e mentirosa? Não, se olharmos pelo outro lado: É claro que esse deve ser um tipo de riqueza diferente daquele em que normalmente pensamos. Porque a riqueza de bens materiais sempre implica algum problema – no mínimo, preocupações de segurança, quando não de consciência.

A riqueza que a bênção de Deus nos oferece é principalmente a paz íntima que ganhamos quando convidamos Jesus Cristo a restaurar nosso relacionamento com o Pai. Não depende do nosso esforço e acaba com as preocupações criadas pelas riquezas que nós mesmos fabricamos, simplesmente porque nossa felicidade deixa de depender delas. É por isso que o apóstolo Paulo escreve em Efésios 1.3:“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais … em Cristo.”