Reuniões

share on:

30/01/2017

Colegas chatos, discussões sem sentido, tempo perdido. Você gosta das reuniões do seu trabalho? A maioria das pessoas não. O motivo: estudos mostram que elas não são eficientes e têm o poder de deixar as pessoas mais burras.

Em uma pesquisa feita com 2 mil executivos brasileiros,69% disseram que odeiam reuniões. E estamos falando de executivos, que são especialistas em fazer reuniões; entre os demais cargos, a ojeriza tende a ser maior ainda.

A mesma pesquisa constatou que 70% das reuniões não chegam a lugar nenhum, e uma empresa média, de 100 funcionários, desperdiça 500 mil reais anuais com o tempo perdido nelas. Ou seja: além de você estar sofrendo na reunião, o seu patrão está jogando 5 mil reais fora.

Com a editora do Blog da Qualidade e especialista de comunicação, Monise Carla. Ela fala sobre reuniões produtivas

 

Dez conselhos para organizar melhor a vida em 2017

Quando me pediram que escrevesse algo sobre como melhor organizar a agenda e a vida, eu pensei que fosse uma especial ironia. Muitas vezes clamo por esse tipo de ajuda, em meio à loucura dos ritmos e das demandas em que a gente se mete. Mas reconsiderei e aceitei o desafio, na perspectiva de selecionar alguns breves princípios e ideias que tem me ajudado. Eu o faço com a singeleza de compartilhar caminhos experimentados para buscar fazer da vida uma jornada mais focada e prazerosa. Assim que, para organizar-se na vida, aqui vão minhas sugestões:

  1. Sempre, sempre, se faça a pergunta sobre qual é o foco principal de sua vocação: o que você mais deseja na vida e onde crê que deva se envolver. Concentre-se nisso, e aprenda a delegar ou deixar para outros o que não esteja no cerne dessa paixão e chamado.
  1. Tome tempo no início de cada dia (e também ao início de cada semana) para revisar os desafios da agenda para aquele próximo período de tempo, para organizar as prioridades, revisar se são realistas, e assim buscar ir realizando, uma a uma, cada atividade da agenda. Planejar não é tempo perdido, é tempo investido. Se você é do tipo que se distrai entre muitas coisas, procure crescer na disciplina de completar uma tarefa antes de passar à outra. As recompensas (ver a tarefa completada, um descanso, presentear-se, etc.) nos ajudam a manter-nos motivados.
  1. Respeite os ritmos do corpo e da mente. Cada um tem seus limites e seus ritmos biológicos, e há que respeitá-los. Recomendo uma breve parada a cada duas horas de atividade intensa. Mesmo que só por uns cinco minutos, isso te ajuda a voltar com mais ânimo à tarefa. Também separe as tarefas mais difíceis para a hora do dia em que você costuma ter mais energia.
  1. Busque ser fiel à disciplina de um descanso semanal, a separar horas suficientes de sono cada noite e, para os que apreciam, dedicar uma pequena pausa na metade do dia (uma soneca ou um intervalo maior para relaxar-se). Ritmos muito intensos podem ser mantidos por certo tempo, mas no final a perda da saúde ou o stress afetam inclusive sua eficiência ou a capacidade de produzir, seja em uma tarefa burocrática e repetitiva, seja no engenho de algo melhor, mais belo e criativo.
  1. Pratique um hobbie. Considere seriamente isso. Esse foi um dos conselhos mais espirituais que eu já recebi em uma ocasião de muito stress. Saber relaxar-se é tão importante como saber trabalhar bem.

Continua…

Por Ricardo Wesley de Morais Borges (Fonte: www.ultimato.com.br)

Alunos representaram o Brasil em prêmio

 A professora Viviane Ramos, e os alunos Vinicius Ferrari e Letícia Castro, representaram o Brasil no prêmio internacional de sustentabilidade Zayed. Eles são da Escola Estadual Dimas Mozart e Silva de Taquarituba, no estado de São Paulo. A cerimônia aconteceu no dia 16 de janeiro em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Apesar de não terem ganhado eles afirmam que o sentimento é de dever cumprido. Eles ficaram entre os 3 finalistas.

O projeto que foi desenvolvido por todos os alunos do ensino médio, tinha foco no uso sustentável de energia e previa. Um exemplo é a instalação de placas solares e telhas transparentes para aproveitamento do sol e a troca das lâmpadas fluorescentes por lâmpadas de LED na escola.

A professora Viviane lembrou que o Brasil nunca sido selecionado para o prêmio. Uma escola da Bolívia levou o prêmio da América do Sul.

O prêmio internacional Zayed é realizado todos os anos desde 2009 nos Emirados Árabes Unidos durante a Semana Mundial de Sustentabilidade. 1500 escolas foram inscritas e apenas 15 foram selecionadas dos 5 continentes, América, Europa, África, Ásia e Oceania. Houve um vencedor em cada continente.