Plano de Saúde

share on:

05/07/2017 – FIQUE POR DENTRO

Ter um plano de saúde é um desejo de 57% dos brasileiros que ainda não possuem o benefício, segundo pesquisa do Ibope Inteligência a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar. Os planos são o terceiro bem mais desejado, atrás apenas de educação e casa própria.

O preço dos planos, porém, continua pesando no bolso dos usuários. O papel de vilão se divide entre a quantidade de exames feitos e ainda a inflação do segmento, segundo a Federação Nacional de Saúde Suplementar. O preço da ressonância magnética, um dos métodos mais usados em diagnóstico de imagem, ficou 100 mil reais mais caro no ano passado. Em paralelo, o número de exames feitos aumentou em 19% por cento.

Entrevista com a advogada, Ingrid Carcales. Ela fala sobre plano de saúde. Confira:

 

Comissão de Ética Pública abre investigação sobre ministros e ex-ministros

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República abriu um processo de investigação. A abertura tem como alvo 2 ministros e ex-ministros do governo federal, ambos citados nas delações de executivos da JBS. A decisão foi tomada em uma reunião extraordinária.

Os ministros citados nos depoimentos e que serão investigados são: Marcos Pereira, da Indústria e Comércio e Gilberto Kassab de Ciência, Tecnologia e Comunicações. Também será alvo de investigação: Antônio Carlos Vieira, vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima ex-ministro da Secretaria de Governo, Fernando Pimentel ex-ministro da Indústria e Comércio Exterior e atual governador de Minas Gerais e Guido Mantega ex-ministro da Fazenda.

A Comissão de Ética Pública é o órgão responsável, entre outras atribuições, por apurar, mediante denúncia ou de ofício, condutas de autoridades ocupantes de cargos do Poder Executivo, que violam o Código de Conduto da Alta Administração Federal. Não cabe à comissão analisar violação de condutas dos presidentes e vice-presidente da República.

Plano de saúde

Ter um plano de saúde é um desejo de 57% dos brasileiros que ainda não possuem o benefício, segundo pesquisa do Ibope Inteligência a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar. Os planos são o terceiro bem mais desejado, atrás apenas de educação e casa própria.

O preço dos planos, porém, continua pesando no bolso dos usuários. O papel de vilão se divide entre a quantidade de exames feitos e ainda a inflação do segmento, segundo a Federação Nacional de Saúde Suplementar. O preço da ressonância magnética, um dos métodos mais usados em diagnóstico de imagem, ficou 100 mil reais mais caro no ano passado. Em paralelo, o número de exames feitos aumentou em 19% por cento.


Resiliência

Viver sem passar por adversidades está fora de cogitação para nós, seres humanos. Todos as enfrentamos. Desde as adversidades do dia a dia, como o desentendimento entre familiares e colegas de trabalho, aos mais expressivos, como o fim de um relacionamento, a perda de um ente querido ou uma tragédia. A vida é imprevisível. No entanto, seres humanos são capazes de superar, de continuar a vida, por mais que esta lhes traga más notícias e péssimas experiências.

A psicologia utiliza o termo “resiliência” para definir essa capacidade universal de superação de adversidades e da utilização de situações adversas como meio de fortalecimento, crescimento e transformação. O termo resiliência utilizado pela psicologia surgiu no campo da física, cujo significado é muito instrutivo.

Na física, resiliência é a propriedade que alguns materiais possuem que lhes confere a capacidade de acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura ou deformação permanente. É o caso de materiais como, por exemplo, o elástico, a vara usada pelos atletas praticantes do salto com vara, ou até mesmo uma vara de pesca. A resiliência é a capacidade de um material voltar ao seu estado normal depois de ter sofrido tensão.

O termo resiliência tem sido um importante objeto de estudo para a psicologia moderna. Fatores de resiliência variam de pessoa para pessoa. Essa é a razão pelo qual um evento que é traumático para uma pessoa não seja necessariamente um problema sério para outra. Todos temos capacidades diferentes de suportar as adversidades da vida.

As descobertas da psicologia moderna sobre a resiliência são importantes para nos mostrar que as adversidades da vida têm importância, pois criam em nós resistência, capacidade de superação e nos fazem crescer através dos problemas que enfrentamos.

O fato é que não podemos escolher se queremos ou não passar por adversidades. Os problemas, na maior parte dos casos, não são escolha nossa, pois fazem parte da imprevisibilidade da vida. O que está em nosso campo de escolha é o como vamos administrar o problema, a adversidade, e o quanto de força vamos extrair das más experiências que ocasionalmente a vida impõe a nós.

Por: Israel Mazzacorati