Páscoa

share on:

14/04/2017 – FIQUE POR DENTRO

A páscoa já era uma festa judaica antes de ser uma festa cristã, como nós bem sabemos. Os judeus já a celebravam há séculos antes de Jesus dar à Páscoa um novo sentido. Para os judeus, a páscoa era a memória do Êxodo, o evento em que milagrosamente Deus libertou o seu povo da escravidão no Egito.

A páscoa judaica, portanto, está recheada de simbolismos, cada qual celebrando milagres magníficos que Deus realizou para libertar seu povo. A Páscoa cristã é memória de Cristo Jesus. Ela celebra a morte e principalmente a ressurreição de Jesus.

Páscoa é celebração da vida, mas não daquela vida surge do ventre materno, no conforto da maternidade, na comunhão da família, na alegria dos pais, na festa dos amigos e parentes. Pelo contrário, a Páscoa é a celebração da vida que surge da podridão do túmulo e da morte.

 

Acompanhe a matéria da jornalista Paula Ferreira que fala sobre a páscoa e seu significado.

 

Plano prevê ações contra acúmulo de lixo no litoral

A nova versão do Plano Federal de Gerenciamento Costeiro, coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, vai incluir ações para combater o acúmulo de lixo na costa brasileira.

Para avaliar o impacto das milhões de toneladas de resíduos sobre o meio ambiente, o programa precisará fazer um diagnóstico dos mais de 8 mil quilômetros de litoral. O novo Plano está em fase de elaboração e prevê ainda a criação de um programa de monitoramento da linha da costa.

O gerenciamento integrado da zona costeira prevê a participação do governo federal, estados, municípios, sociedade civil e empresas nas decisões.

 

O Museu de Ciências e Tecnologia está no prédio da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Ele tem por missão gerar, preservar e difundir o conhecimento por meio de seus acervos e exposições.

A atuação no Museu como canal de difusão do conhecimento se realiza por meio de suas exposições. Elaboradas para despertar a curiosidade e o gosto pelas ciências.

A instituição também promove a geração e a preservação do conhecimento. Suas coleções científicas abrigam um vasto acervo de fósseis, espécies de nossa biodiversidade e peças provenientes de escavações arqueológicas.

O Museu de Ciências e Tecnologia da PUC fica na Avenida Ipiranga, 6681 em Porto Alegre.

Mais informações: (51) 33-20-35-21.

 

A esperança de Jó

Lemos no livro de Jó 17.15 as seguintes palavras: ” Onde está, pois, a minha esperança? Sim, a minha esperança, quem a poderá ver? Esta descerá até às portas da morte…”

É o testemunho eloquente e fervoroso de um homem que, embora vivendo um momento extremo e difícil, ainda que a hora fosse adversa, tinha a esperança viva em seu coração a ponto de dizer: ” Porque eu sei que o meu Redentor vive, e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus..”
O que é isto? Não é outra coisa senão a firme convicção de alguém que descobriu, apesar das circunstâncias, que Deus era a sua esperança.

Não importa a hora em que vivemos ou quantos problemas nos afligem; Se são lutas financeiras, emocionais, desajustes, enfermidades, angústias. Se é o terrível inimigo que veio para roubar, matar e destruir e que tem procurado trazer a desarmonia, a confusão em nosso lar, o mal estar em nosso relacionamento conjugal. Sabemos que o diabo semeia a discórdia e a contenda no meio dos filhos de Deus.

A Palavra afirma que o Filho de Deus, Jesus, veio para destruir as obras do diabo. Sim, Jesus é a solução, o caminho, a verdade e a vida. Jesus está vivo, ele é o Senhor, todo o poder está em suas mãos.

Tudo o que temos que fazer é nos submetermos ao discipulado de Jesus. A vida plena, sem embaraços, e repleta de esperança está à disposição de quem se entrega ao Senhor e se deixa transformar por seus ensinamentos.