Negociação

share on:

04/10/2017 – FIQUE POR DENTRO

A negociação está presente no dia a dia. Mesmo sem se dar conta, as pessoas negociam o tempo todo. Quem domina e tem essa habilidade consegue vantagens e resultados positivos. Ou seja, a negociação é uma competência indispensável ao desenvolvimento pessoal. Negociação é relacionamento. Saber negociar, uma habilidade.

A negociação é o processo dinâmico por meio do qual duas partes buscam um acordo mútuo e satisfatório. As negociações são baseadas em relações assertivas. As pessoas falam sobre seus interesses, expectativas, vantagens, benefícios, medos, dúvidas, apreensões, pontos mal aclarados e desconfianças.

Em um processo de negociação, existem importantes elementos que estão relacionados com as estratégias, táticas e técnicas utilizadas, como: informação, tempo e poder. A clareza e a objetividade são fundamentais para que todas as etapas da negociação sejam concluídas com sucesso.


Entrevista com Flávio Capaz, especialista em Negociação. Confira:

 


Fundo Brasil-China poderá financiar 100% de projetos no país

O Fundo Brasil-China de Cooperação para Expansão da Capacidade Produtiva entrou em operação na última segunda-feira, dia 26 de junho. O acordo visa financiar até 100% de projetos na área de infraestrutura, manufatura, tecnologia e agronegócio.

O Fundo Brasil-China foi anunciado durante a realização do Fórum de Investimentos Brasil 2017. A conferência aconteceu no dia 30 de maio e contou com a presença do ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, dos secretários executivos do governo federal, bem como o embaixador da China no Brasil.


Semeadura

Pois o que o homem semear, isso também colherá (Gálatas 6.7)

Quem planta árvores, colhe alimento.
Quem semeia flores, colhe perfume.
Quem semeia o trigo, colhe o pão.
Quem planta amor, colhe amizade.
Quem semeia alegria, colhe felicidade.
Quem planta a vida, colhe milagres.
Quem semeia a verdade, colhe confiança.
Quem planta fé, colhe a certeza,
Quem semeia carinho, colhe gratidão.

No entanto, há quem prefira:

Semear tristeza e colher desconsolo,
Plantar discórdia e colher solidão,
semear vento e colher tempestade.
Plantar ira e colher desafeto.
Semear descaso e colher um adeus,
plantar injustiça e colher abandono.

Somos semeadores conscientes. Espalhamos diariamente, milhões de sementes ao nosso redor. Então, vamos escolher sempre as melhores para que ao recebermos a dádiva da colheita farta, tenhamos apenas motivos para agradecer…