Mudanças climáticas

share on:

08/06/2018

As mudanças climáticas estão relacionadas às alterações do clima em nível global e podem ser causadas tanto por alterações naturais (glaciações e mudanças na órbita terrestre) quanto pela ação humana. Os combustíveis fósseis largamente usados em diversas ações intensificaram bastante o aquecimento global e suas consequências são, em grande parte, irreversíveis para a vida na Terra.

Cientistas afirmam que o investimento em energias renováveis é fundamental, uma vez que substitui os combustíveis fósseis e seria a melhor forma de controlar as emissões dos gases de efeito estufa. Desde a Revolução Industrial, houve um aumento significativo na queima de carvão e petróleo, por exemplo. Com isso também se tornou crescente a quantidade de dióxido de carbono lançada na atmosfera.

O dióxido de carbono e outros gases provocam o chamado efeito estufa. Com a crescente emissão de gases poluentes para a atmosfera, o efeito estufa se intensificou provocando o aumento da temperatura média do planeta. O fenômeno é conhecido como Aquecimento Global.

As consequências podem ser sentidas no nosso cotidiano, com desastres naturais, tais como tornados, furacões, tempestades, inundações, ondas de calor e secas. O aquecimento global também causa impactos na agricultura, afetando diretamente a alimentação e a vida.

Fonte: todamateria.com.br

 

Entrevista com o professor Rodrigo Penna-Firme, do Departamento de Geografia e Meio Ambiente da PUC do Rio de Janeiro. Ele coordena um estudo inédito que vai destacar o comportamento e nível de reflexão do brasileiro sobre mudanças climáticas e sustentabilidade. Se você quiser contribuir com a pesquisa, responda a um questionário online disponível no link: http://pt.surveymonkey.com/r/PR2XPS6. Confira a entrevista:

 

 

Festa do Imigrante viaja por sabores de 50 nacionalidades

Desembarca no Museu da Imigração a edição 23 da Festa do Imigrante, realizada anualmente na região da Mooca, na capital paulista. Em três dias de festejo, o evento reúne 49 barracas de comida, 29 marcas de artesanato e 46 grupos de dança e música de mais de 50 nacionalidades diferentes! A festa ocorre nos dias 9, 10 e 16 de junho, das 10 da manhã às 5 da tarde. A entrada custa 10 reais.

Pode separar espaço no estômago! Um dos grandes atrativos do festival, a gastronomia, está representada em pratos típicos de países como Armênia, Áustria, Bolívia, Bulgária, Camarões, Chile, Coreia do Sul, Noruega, Peru, Turquia e Vietnã. Os visitantes também poderão prestigiar apresentações artísticas no jardim do Museu, além de participar de oficinas de artesanato, como a de pintura de ovos com técnica da Lituânia, a pintura em vidro do Senegal, pompons peruanos para decoração, entre outros.

Os workshops de dança apresentam diversos ritmos estrangeiros como a polca do Paraguai, a marrabenta de Moçambique, as tradições madeirenses e o Flamenco, tão característico da Espanha. No espaço “Faz e Conta”, a criançada poderá curtir contações de histórias de temáticas ligadas à migração. Mais informações em facebook.com/MuseudaImigracao.

Fonte: Catraca Livre