Língua Portuguesa

share on:

01/05/2018

O português é a língua oficial de 9 países e tem mais de 260 milhões de falantes. Segundo o instituto americano SIL International, há mais de 7 mil idiomas no mundo, e o português é o sétimo mais falado.

A história da língua começou em uma fatia da Península Ibérica. Parte do grupo das línguas românicas, que inclui o espanhol e o italiano, entre outras, o português é derivado do latim -idioma que teve origem na Itália, na pequena região de Lácio, onde está Roma.

O latim se disseminou pela Europa juntamente com a expansão do domínio do Império Romano. Foi com as tropas romanas que o latim chegou à face sul do continente europeu (onde hoje estão os territórios de Portugal e Espanha), entre os séculos III e II antes de Cristo.

Devido a ocupações anteriores, a Península Ibérica já tinha a presença de outros povos (e suas línguas, por consequência), como os celtas. Ao longo do tempo, o latim falado foi incorporando elementos linguísticos dessas e de outras populações.
Quando o Império Romano ruiu, no século V depois de Cristo, a Península Ibérica já estava totalmente latinizada, e o idioma manteve-se em uso por seus habitantes.

Com as invasões dos povos bárbaros e dos árabes, posteriormente, a língua dessa região ganhou mais influências e acabou se diferenciando das demais derivadas do latim. Nascia assim o galegoportuguês.

A separação entre galego e português, que começou com a independência de Portugal, em 1185, vem se efetivar com a expulsão dos mouros em 1249 e com a derrota em 1385 dos castelhanos que tentaram anexar o país. O galego foi absorvido pela unidade castelhana e o português tornando-se língua oficial de Portugal.

Hoje há muito mais falantes de português fora de Portugal, que tem apenas 10 milhões de habitantes.

Fonte: Folha de São Paulo

 

Entrevista com o professor de Língua Portuguesa e Literatura Rogério Duarte. Confira:

 

 

TSE manda PT e DEM devolverem R$ 2,5 milhões aos cofres públicos

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu cobrar do Partido dos Trabalhadores e do Democratas cerca de R$ 2,5 milhões por irregularidades na aplicação de recursos públicos do Fundo Partidário, durante o ano de 2012. Ainda cabe recurso.

O PT teve as contas daquele ano aprovadas com ressalvas e terá de devolver, com recursos próprios, R$ 1,5 milhão – o valor poderá ser pago em seis parcelas a partir de 2019.

Uma das principais irregularidades apontadas foi a ausência de documentos que comprovam despesas com fretamento de aviões.
Em sua defesa, o partido apresentou posteriormente nota explicativa justificando a despesa com transporte de dirigentes da legenda, bem como finalidade ligada à atividade política.

O DEM teve as contas desaprovadas parcialmente e terá de devolver R$ 1 milhão com recursos próprios além da suspensão de repasses do Fundo Partidário por 1 mês em 2019.
Entre as irregularidades apontadas, está a contratação de empresas de marketing que têm como sócios dirigentes do partido.

A defesa alegou que tal despesa não é proibida pela lei e que houve efetiva prestação dos serviços contratados.

No julgamento, tanto o PT quanto o DEM também foram advertidos sobre a não aplicação do percentual mínimo de 5% do Fundo Partidário em programas em favor da participação das mulheres na política. Por isso, deverão aplicar o que faltou no ano que vem, para além do piso.

A análise das contas não leva em conta despesas com campanha nem receitas obtidas de doações privadas. Constituído por recursos públicos e multas e doações, o Fundo Partidário serve para manutenção das legendas, propaganda doutrinária e alistamento de filiados.

Fonte: G1

 

Golpe do Bolsa Família no WhatsApp atinge 600 mil brasileiros em 24h

O dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibercrime, identificou um golpe que envolve o Bolsa Família e atingiu pelo menos 600 mil brasileiros em apenas 24 horas. A fraude aproveita a situação econômica de muitos brasileiros para tentar tirar vantagem. O golpe visa pessoas que já receberam o benefício no país e ainda possuem o cartão do programa do governo federal.

Com a alegação de que existe um saldo de R$ 954 a receber, o golpe pede ao usuário responder três perguntas: “você possui o cartão do Bolsa Família?”, “você recebe todo mês?” e “você conhece amigos ou parentes que recebem?”.

Independente das respostas que o usuário dê, a vítima acaba encaminhada para uma página que solicita o compartilhamento do benefício falso para 10 amigos ou 10 grupos do WhatsApp. Esse perfil de golpe utilizando a popularidade do WhatsApp tende a ganhar escala rapidamente”, aponta Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

Promoções falsas do tipo podem roubar dados dos usuários, inscrever as vítimas em serviços pagos por mensagem que consomem crédito na conta ou mesmo dar lucratividade para os criminosos por meio de cliques no site que o usuário é direcionado.

Fonte: UOL

 

Como domar a língua

No livro de Provérbios podemos encontrar o verdadeiro manual da sabedoria. Deus deseja que sejamos sábios, tanto no falar, no agir, quanto no pensar. Desarme-se!

Não esteja pronto a criticar. “É tolice tratar os outros com desprezo; o homem prudente prefere ficar calado”. Como se tem dito, ninguém é perfeito e, na maioria das vezes, não é preciso que procuremos muito para encontrar os defeitos uns dos outros. Existem ocasiões em que as críticas podem ser construtivas, mas na maior parte das vezes falamos apenas para expressar a nossa raiva ou impaciência.

Aprenda a tirar proveito de uma maneira apropriada de falar. “Você será recompensado pelas coisas boas que disser e receberá de volta aquilo que fizer”.

Use sua língua para curar e não para ferir. “Certas pessoas têm a língua afiada como uma espada, pronta para destruir outros; mas as palavras do homem sábio ajudam a estabelecer amor e paz”.

Uma palavra de estímulo, um elogio sincero, uma expressão de compaixão, uma palavra de louvor – cada uma destas coisas pode elevar o espírito de outra pessoa. Quando as expressões são sinceras, nossas palavras podem atuar como um bálsamo necessário para aliviar até mesmo a mais profunda dor.

Palavras ditas levianamente, sem cuidado, têm o poder de fazer exatamente o oposto – infligir feridas que podem levar anos e até mesmo toda uma vida para serem curadas.

No calor do momento, nossas palavras podem transmitir o que sentimos, mas os sentimentos se desvanecem rapidamente. Por quanto tempo depois o eco de nossas palavras ásperas continuará a ressoar?

Que você possa rever suas atitudes e pensar duas vezes antes de proferir qualquer palavra de destruição. Que a suas palavras possam ser fonte de benção e não de maldição.