Insetos

share on:

21/02/2017

Insetos

Além de sol e temperaturas altas, o verão também traz consigo 3 pragas que começam com a letra P: pulga, piolho e pernilongo.

Estes insetos não conseguem controlar a temperatura corporal, como os mamíferos, eles oscilam de acordo com o ambiente. Quando está frio, eles hibernam porque não têm energia, já no calor, esses insetos voltam a se movimentar, se alimentar e se reproduzir.

Os pernilongos têm vida noturna. Eles ficam escondidos durante o dia em lugares escuros e altos, como atrás da cortina, atrás da porta e nos vãos entre o teto e o armário. Já o Aedes Aegypti, ao contrário do pernilongo, fica em lugares baixos, como atrás do sofá.

A melhor forma de se eliminar os piolhos é por meio do uso diário de pente fino. Para isso, a criança deve ser posicionada de costas, sentada, com um pano branco nos ombros para facilitar a visualização dos piolhos retirados.

As pulgas colocam os ovos no cachorro ou no gato, mas como são muito lisos, elas escorregam e caem no ambiente. Os ovos entram nas frestas do taco, na casinha do cachorro e nos rodapés e quando eclodem, vão para a superfície. Ao caminhar pela casa, o animal volta a ser infestado pela pulga, que pula nele procurando sangue.

 

Entrevista com o engenheiro Agrônomo, Mauricio Paulo Batistella Pasini. Ele fala sobre insetos.

 

 

Realidade virtual pode ajudar cientistas a viajar por dentro de tumor e tratar câncer

Cientistas da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, receberam 20 milhões de libras, 80 milhões de reais, para desenvolver pelos próximos 6 anos um projeto que pode ser capaz de mudar a forma como médicos lidam com câncer.

Eles criaram um mapa digital em 3D que permite usar a realidade virtual de forma inédita para reconstituir e estudar tumores reais. A princípio, os pesquisadores se concentrarão em aplicar a tecnologia ao câncer de mama.

Os recursos foram concedidos pela ONG Cancer da Inglaterra, que seleciona anualmente pesquisas na área para investir. Os cientistas acreditam que o software permitirá obter uma compreensão mais detalhada de como o câncer funciona no nível celular. Isso pode levar a progressos na forma como a doença é diagnosticada e tratada. Ao mesmo tempo, poderá dar aos pacientes uma melhor compreensão de sua condição. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o câncer é a segunda doença mais mortal em todo o mundo.

 

Iniciativa popular

Segundo a Constituição brasileira de 1988 é permitida a apresentação de projetos de lei pelos poderes Legislativo, Executivo e pela iniciativa popular.

Neste último caso, a constituição exige como procedimento a adesão mínima de 1% da população eleitoral nacional, mediante assinaturas, distribuídos por pelo menos 5 unidades federativas e no mínimo 0,3 por cento dos eleitores em cada uma dessas unidades. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, o número de eleitores do Brasil em julho de 2016 era de 144 milhões, o número mínimo de assinaturas para um projeto de iniciativa popular seria, portanto, 1,44 milhão.

Nesse momento está em congresso o projeto de Lei de Iniciativa Popular, chamado de 10 Medidas Contra Corrupção. O projeto foi idealizado e fomentado pelo Ministério Publico Federal e colheu mais de 2 milhões de assinaturas.

 

Graça

“Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim para chamar justos, mas pecadores”. Palavras de Jesus, em Marcos 2.17.

Um jovem rapaz de uma pequena cidade no interior de São Paulo ajuntou suas economias e se dirigiu a uma grande fazenda da região.

Ele estava decidido a comprar um cavalo. Ao conversar com o proprietário da fazenda, descobriu que o que ele tinha não era suficiente para comprar um cavalo novo, com saúde perfeita.

Isso, no entanto, não entristeceu o rapaz. Ele correu os olhos pela fazenda e viu, à distância, um cavalo sozinho, com feridas na pele, faltando pelo em diversas partes do corpo.

Rapidamente o rapaz perguntou ao fazendeiro:

– Quanto você quer por aquele cavalo?

O fazendeiro estranhou o interesse do rapaz em um cavalo machucado e doente. Então, aceitou todas as economias do jovem por aquele cavalo velho e sem esperanças.

Ao chegar em casa, avistou seus amigos que imediatamente começaram a zombar do rapaz. Diziam eles:

– Esse é o cavalo que você foi comprar? Onde encontrou ele, num cemitério?

Outros, já com pena da péssima compra do rapaz, diziam:

– Por que você foi gastar suas economias com esse cavalo? Ele está doente e não lhe trará nenhum lucro.

O rapaz, sabiamente, respondeu:

– Tudo o que vocês disseram é verdade. O cavalo está doente e precisa de muitos cuidados. Certamente ele precisará do meu empenho diário para tentar recuperar sua saúde. No entanto, vocês só conseguem enxergar o cavalo da forma em que ele se encontra. Quando eu o comprei, não olhei para sua condição, mas me concentrei em visualizar como ele ficaria depois que eu recuperasse sua saúde e lhe devolvesse a vida.

Israel Mazzacorati