Fórmulas de cálculos

share on:

08/12/2016

Construa uma tabela, agrupe grandezas da mesma espécie em colunas, mantenha na mesma linha as grandezas de espécies diferentes, identifique se as grandezas são diretamente ou inversamente proporcionais, monte a proporção e resolva a equação. Deu um nó na sua cabeça? Trata-se de um cálculo para saber porcentagem, chamado regra de 3 simples.

Estudar matérias de exatas pode ser uma tarefa árdua para grande parte dos estudantes. Por ser uma disciplina das ciências exatas, é exigido que os alunos memorizem diversas fórmulas e saibam buscar alternativas na resolução de problemas.

Confira algumas das fórmulas mais conhecidas.

Seno e Cosseno: cos (A – B) = cosA.cosB + senA.senB

Função de SEGUNDO grau: y = a • x² + b • x + c

Teorema de Pitágoras: a² = b² + c²

SEGUNDA Lei de Newton: Fr = m x a (força resultante, massa e aceleração).

Img_FiquePorDentro_Entrevista_680px_v1

Entrevista com a física, Alinka Lepine-Szily. Ela fala sobre os novos elementos da tabela periódica

 

Img_FiquePorDentro_MomentoRefflexao_680px_v2

Angústias da alma

Angústia é o estado de quem está diante de “um afluxo incontrolável de excitações muito variadas e intensas a que é incapaz de responder”, pelo menos foi o que disse o dicionário Houaiss. Conforme o livro de Gênesis, alma é o conjunto indissociável formado pelo corpo e o espírito humano: pó da terra + fôlego da vida = alma vivente. As angústias da alma implicam, portanto, um inevitável estado de excitamento diante de incontáveis possibilidades, tanto para o corpo quanto para o espírito: a dança da alma diante do efêmero e o eterno, o singelo e o sublime, o animal e o divino, a terra e o céu, que se entrelaçam numa unidade de mútua afetação, pois o que o corpo experimenta toca o espírito e o que o espírito penetra faz tremer o corpo.

As angústias da alma nos jogam de um lado para o outro e não sabemos se nos basta um calmante ou uma oração, ou ambos. Não se sabe se o apelo vem da imanência ou da transcendência. Não é possível distinguir o necessário: o pão ou a providência, o aplauso ou o significado, o sexo ou o afeto, o prazer ou o arrebatamento. Na verdade, não sabemos sequer se uns existem sem os outros, ou, por exemplo, onde estará o afeto sem o toque, a providência sem a mesa posta, a realização sem o reconhecimento, o significado sem a aprovação, o êxtase sem a sensação. Pode o faminto experimentar a segurança; a pertença conviver com a solidão; o útil permanecer anônimo?

De noite, quando o sono não vem, gosto de me imaginar andando sobre as nuvens. Diante de mim um imenso arquivo de madeira, branco patinado, com gavetas abertas e em cada gaveta uma etiqueta com a inscrição de um objeto de minhas preocupações, ansiedades, sonhos, responsabilidades e amores: uma gaveta para minha esposa, uma para cada um dos meus filhos e genro, minha mãe, meu trabalho, meus amigos, meu futuro, e o paradoxo do mundo distribuído em incontáveis gavetas, que percorro lentamente até mergulhar no sono. Caminho calmamente entre as nuvens, como que flutuando, com o único esforço de fechar cuidadosamente cada gaveta, num gesto de gratidão, devoção e consagração: fechar a gaveta é entregar seu cuidado às mãos de Deus. Assim faço minhas orações. Assim vou desacelerando a alma, diminuindo e cadenciando o coração, tratando cada fantasia e administrando cada conflito. Assim oro nas noites de sono difícil, e acabo dormindo sem saber quais gavetas ficaram por fechar.

[…]

Por essas e outras é que minha alma vai dormir exausta. E haja gaveta pra fechar… Por enquanto, sigo meu caminho sob o epitáfio de Olga Benário: lutando pelo justo, pelo bom e pelo melhor do mundo. E muito agradecido a Deus pela maravilhosa oportunidade de viver.

Por Ed René Kivitz (Adaptado por Israel Mazzacorati)

Img_FiquePorDentro_Ciencia_680px_v2

Cientistas pedem a Trump que não ignore mudança climática

Um grupo de 800 cientistas enviou nesta terça-feira uma carta ao presidente eleito dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump. Eles pedem para que Trump esteja consciente dos efeitos da mudança climática e não vire as costas para as ações necessárias para combater esse fenômeno, como anunciou durante sua campanha eleitoral.

A carta sugere que Trump escute os cientistas sobre temas relacionados à mudança climática e que comece a aliviar as preocupações levantadas em relação à sua opinião sobre o assunto.

O grupo também pede ao presidente eleito o aumento dos investimentos em energia limpa dentro do país, que se reduza a poluição por carbono, o investimento em mecanismos para responder a desastres climáticos extremos, e a permanência no acordo climático assinado em Paris.

Trump negou durante meses a realidade da mudança climática e chegou a dizer nas redes sociais que se trata um “engano dos chineses”.