Foco

share on:

29/08/2018 – FIQUE POR DENTRO

É cada vez mais difícil nos concentrarmos em uma só tarefa por muito tempo. E isso traz prejuízos em todos os campos da vida. O que você já perdeu hoje? As chaves de casa, o prazo do relatório, uma consulta ao médico? O preço que pagamos pela falta de foco e disciplina é sempre muito alto e pode ser medido em dinheiro, tempo e oportunidades que vão pela janela.

Vivemos com a mente cheia de ideias, mensagens, tarefas a cumprir e o caos mental gera grande cansaço. As pessoas no mundo moderno travam uma batalha diária e invisível com a própria mente… e perdem. No fim do dia, voltam para casa com o corpo intacto, mas a mente esgotada, sem a mínima disposição para estudar, ler ou refletir.

O foco é uma das competências mais almejadas e valorizadas pelo mercado de trabalho. Profissionais que conseguem manter a concentração em seu dia a dia obtém resultados eficazes. Porém, algumas pessoas sentem dificuldade em manter o foco em suas tarefas.

Não é por menos, existem distrações por todos os lados, o celular que toca ou recebe notificações, pessoas entrando na sala toda hora ou colegas de trabalho conversando ao seu redor.

A concentração é fundamental para conseguirmos concluir metas e objetivos em qualquer contexto, seja para fazer uma dieta, praticar exercícios físicos, se dedicar aos estudos, manter a atenção no trabalho, entre outras inúmeras situações.

Pare para pensar em quantas vezes você acessa suas redes sociais enquanto está no trabalho, ou quantas vezes você olha seu celular enquanto está conversando com um amigo, por exemplo? Respondendo essas perguntas já é possível avaliar a importância do foco, seja na vida pessoal ou profissional.

Fontes: ibccoaching.com.br e editoragente.com.br


Entrevista com Fernando Barcelos. Ele é pastor na Igreja Batista Memorial de Alphaville, organizador e preletor do Target 2018. Confira:

 


Campanha de vacinação contra sarampo e pólio termina na sexta-feira

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo termina na próxima sexta-feira, dia 31 de agosto. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 devem receber as doses. Dados do Ministério da Saúde mostram que 4 milhões e 100 mil crianças em todo país ainda precisam ser imunizadas.

De acordo com a pasta, até a última sexta-feira, 62% do público-alvo havia sido vacinado. Foram aplicadas, ao todo, mais de 14 milhões de doses – cerca de 7 milhões de cada. A meta do governo federal é vacinar pelo menos 95% das 11 milhões e duzentas mil crianças na faixa etária estabelecida e criar uma barreira sanitária de proteção da população. Este ano, a vacinação será feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço.

No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral. Para o sarampo, todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 vão receber uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Entre os estados com menor cobertura estão Rio de Janeiro, com 40,15% do público-alvo vacinado para pólio e 41,45% para sarampo, e Roraima, que tem 44,61% para pólio e 41,09% para sarampo. Já os estados com as melhores coberturas vacinais são Amapá, com mais de 90% nos dois casos, seguido por Rondônia, com 89,86% para pólio e 88,44% para sarampo.

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e no Amazonas. Até o último dia 21, foram confirmados mil e 87 casos no Amazonas, enquanto 6 mil 693 permanecem em investigação. Já Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Há ainda, casos isolados e relacionados à importação nos seguintes estados: São Paulo (2), Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (16), Rondônia (1), Pernambuco (2) e Pará (2).

Fonte: Agência Brasil

Uma questão de foco

Seja no que for que você focalize sua atenção, será isso que irá crescer e se tornar mais influente.

Pense – ainda que por uns poucos minutos – sobre aquilo que está correto na sua vida.

Em lugar de se lamuriar pelos problemas e dificuldades, invista um tempo apreciando todas as coisas pelas quais você só tem mesmo que agradecer.

Em vez de se definir a si mesmo e colorir a sua perspectiva com base naquilo que está errado na sua vida, pense tomando como referência aquilo que está indo positiva e corretamente.

Em lugar de manter seus pensamentos afundando nas suas limitações, permita que eles o motivem a alcançar uma altura ainda maior.

Em vez de se preocupar, imaginando o pior que pode lhe sobrevir, coloque toda a sua atenção e todos os seus esforços no propósito de criar o melhor, fazendo desse melhor o mais perfeito possível. A realidade é que, na direção em que sua atenção é dirigida, é para lá que frequentemente vai também seu foco.

Portanto, focalize a sua atenção no melhor que você possa imaginar. Olhe para aquela direção, mantenha-se inabalável e firme nela, e com certeza você irá chegar lá.

“…a tua benignidade tenho-a perante os olhos, e tenho andado na tua verdade” (Salmos 26.3).