Febre Amarela

share on:

18/01/2018 – FIQUE POR DENTRO

A Organização Mundial da Saúde classificou todo o estado de São Paulo como área de risco para a febre amarela. Segundo a entidade, a decisão foi tomada a partir do crescimento do nível de atividade do vírus no território paulista desde o fim de 2017.

Segundo a OMS, toda pessoa sem contraindicação formal que pretenda viajar para qualquer ponto de São Paulo, partindo de dentro do Brasil ou de outros países, tome a vacina contra a doença com dez dias de antecedência. Esse é o período necessário para ela ganhar uma boa dose de eficiência.

A febre amarela se manifesta de 3 a 6 dias depois da picada pela fêmea do mosquito. Os sintomas surgem de forma brusca. A pessoa quase sempre começa a se sentir muito mal repentinamente. Os sintomas variam de uma pessoa para outra, mas há dor de cabeça e pelo corpo, calafrios, pulsação.

Entrevista com o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri. Ele fala sobre febre amarela. Confira:

 


Ciência explica por que tendemos a querer mudar para a fila do lado

Não importa em qual fila vocês esteja, a sensação é que a do lado irá mais rápido. Mas mesmo que você mude de fila, a sensação continua: parece que a fila abandonada começou a andar justamente quando você saiu.

Segundo o pesquisador Ryan Buell, da Escola de Negócios da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, estudou justamente como os consumidores se comportam diante dessa situação.

De acordo com sua pesquisa, quando uma pessoa está em último na fila, tem 4 vezes mais chance de abandoná-la e 2 vezes mais chances de trocar de fila, mesmo que a outra fila não esteja objetivamente andando mais rápido. Mas se houver alguém atrás desse indivíduo, as chances caem.
Segundo Buell, esse comportamento é resultado de um fenômeno chamado “aversão ao último lugar”, que é o profundo desconforto sentido por pessoas ao ganhar menos do que outras, tirar a menor nota em uma prova ou ser o último da fila.

Dessa forma, e segundo o pesquisador, é que a ansiedade é maior para quem está no fim da fila. Mas o número de pessoas atrás de você não tem absolutamente nada a ver com a velocidade com que a fila anda.

Ele faz o que for preciso

A Bíblia em linguagem contemporânea, chamada “A Mensagem”, traz a seguinte versão para o Salmo 37.5 e 6: “Abra-se completamente diante do Eterno, não esconda nada dele, e ele fará o que for preciso: Legitimará sua vida à vista de todos e como o sol do meio dia declarará a sua inocência”.

O Deus conhecido e adorado pelos cristãos, revelado nas Escrituras, nos convida a colocar nossas vidas em suas mãos. Significa que esse Deus não está aí para ser simplesmente um provedor, doador de bênçãos e benefícios, movido por nossas orações, petições e rituais religiosos. Não. Ele se recusa a ser visto e compreendido dessa maneira.

Deus está aí para ser companheiro na vida. Ele quer, sobretudo, ter um relacionamento conosco. Criador de toda a humanidade, veio ao mundo através de Jesus Cristo para que o pecador se aproximasse dele novamente. Para quê isso tudo? Para que você e eu pudéssemos ser um com ele. Para que nós vivamos uma nova vida, não mais independente dele, autônoma e egocêntrica, mas uma vida abundante e plena!

Essa vida abundante e plena, conforme Jesus ensinou, é estar junto com ele em comunhão. Aprender dele a viver com um novo olhar sobre o mundo, sobre as pessoas. Um olhar permeado pelo amor; uma vida que promove a paz; relacionamentos que priorizam a solidariedade.

O que é preciso para viver abundantemente? O que é preciso fazer para experimentar a vida em sua plenitude? Como é possível viver intensamente a cada minuto? O Salmo 37.5 nos dá a resposta: “Abra-se completamente diante do Eterno, não esconda nada dele”.

Deus sabe quem você é. Ele conhece as suas limitações, falhas de caráter. Seus segredos mais obscuros não estão escondidos dele. Por isso, ele te convida a encarar esse fato. Abra-se para ele, sem restrições, sem deixar nada de fora. Não esconda nada dele. Entregue-se completamente a ele. O resultado disso? Ele fará o que for preciso. Ele declarará a sua inocência quando você se conscientizar de que é falho. Declare-se culpado e ele irá te inocentar. Isso é GRAÇA!

Israel Mazzacorati