Emagrecimento

Compartilhe em:

11/12/2018 – FIQUE POR DENTRO

Ao comprovar que dois sites na internet vendiam cápsulas de café verde como se fossem medicamentos sem o registro adequado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a proibição na venda do produto. A medida proíbe ainda a fabricação, distribuição e divulgação das cápsulas denominadas de Levlym, cujo objetivo era promover o emagrecimento rápido.

A marca promete uma formulação avançada que garantiria o bloqueio das gorduras e eliminação das mesmas. “Inibidor de apetite natural. Gordura eliminada pelas fezes. Intestino 100% regulado! Efeitos de drenagem linfática. Mais energia e disposição” são as promessas que aparecem no site. Entre os ingredientes listados na página, as cápsulas seriam compostas por óleo de gergelim, café verde em pó e ácido ascórbico.

Muita gente que busca o emagrecimento costuma recorrer à suplementação com termogênicos. A lógica é simples: o produto acelera o metabolismo, fato que faz o organismo ter uma demanda energética maior para realizar suas funções. Com o incremento de exercícios, claro, o resultado costuma ocorrer. E eis que o emagrecimento é potencializado. Mas não é bem isso que um estudo recente aponta.

Uma pesquisa liderada pelo norte-americano Grant Tinsley, professor da Universidade de Tecnologia do Texas, revelou que a evolução conquistada por quem não tomou esse tipo de suplemento foi similar aos que zeram uso de termogênicos. O estudo envolveu apenas homens treinados.

Os voluntários foram convidados a fazer musculação por seis semanas e separados em dois grupos. Um tomava placebo e o outro um suplemento termogênico contendo, entre outras coisas, cafeína, extrato de chá verde e ginseng. As mudanças no peso total, na massa magra e na gorda foram parecidas entre o grupo que tomou e o que não tomou o suplemento.

Saúde é coisa séria. Não dá para brincar. A gente sabe que para emagrecer de forma saudável é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. É por isso que as duas medidas mais importantes para chegar ao peso ideal são ajustar hábitos alimentares e praticar atividades físicas. Mas isso deve ser feito aos poucos e com um cardápio saudável e variado.

Fontes: gazetadopovo.com.br e jc.ne10.uol.com.br

 

Entrevista com a endocrinologista Maria Edna de Melo, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo. Confira:

 

Clonagem no WhatsApp: mais de 5 mil já sofreram este golpe no Brasil

Se alguém recebe uma mensagem de WhatsApp de um irmão ou amigo pedindo a transferência de dinheiro para uma situação urgente, é possível que a transação seja efetivada rapidamente, ali mesmo pelo internet banking no celular. No entanto, esse tipo de mensagem pode ser um golpe, com a clonagem do número da pessoa.

Essa nova forma de crime está sendo investigada pela Célula de Inteligência Cibernética do Departamento da Polícia Civil do Ceará, que estima que mais de 5 mil pessoas em todo o Brasil tenham sido vítimas dos criminosos. Isso porque o grupo age em vários estados. Alguns suspeitos já foram identificados, incluindo um dos chefes. No Ceará, 50 casos foram notificados à Polícia Civil por meio de boletim de ocorrência.

A operação de clonagem consiste na compra de um chip e na solicitação do resgate do número da vítima escolhida pelos golpistas. Segundo os dados analisados pelos policiais, o teor das conversas iniciadas pelos criminosos muda de acordo com as pessoas que são abordadas, e os pedidos vão de valores para comprar eletrodomésticos até carros novos.

O diretor da Célula de Inteligência Cibernética, delegado Julius Bernardo, orienta que “mesmo que pareça seguro, é necessário conferir por ligação telefônica ou outros meios se a mensagem recebida realmente foi enviada pelo amigo, cliente, familiar ou chefe.”

Outra forma de evitar esse tipo de crime é habilitando a verificação em duas etapas do WhatsApp. Com esse recurso, qualquer tentativa de registrar o número no aplicativo de mensagens vem acompanhado de um PIN que o usuário desse número configurou.

 Fonte: UOL

 

O peso da fé

Uma senhora, com visível ar de tristeza estampado no rosto, entrou num armazém, aproximou-se do proprietário conhecido pelo seu jeito grosseiro, e lhe pediu alguns mantimentos fiados. Ela explicou que o seu marido estava muito doente, não podia trabalhar e que tinha sete filhos para alimentar. O dono do armazém disse não e pediu que ela  se retirasse do seu estabelecimento. Pensando na necessidade da sua família, ela implorou: “Por favor senhor, eu lhe darei o dinheiro assim que eu tiver…” Ele respondeu que ela não tinha crédito e nem conta na sua loja. Em pé no balcão ao lado, um freguês que assistia a conversa entre os dois, aproximou-se do dono do armazém e disse que ele deveria dar o que aquela mulher necessitava para a sua família  e que ele pagaria.

Então o comerciante  sentindo-se acuado falou meio relutante para a mulher: “Você tem uma lista de mantimentos?” “Sim”, respondeu ela.
“Muito bem, coloque a sua lista na balança e o quanto ela pesar, eu lhe darei em mantimentos”. A mulher hesitou por uns instantes e com a cabeça curvada, retirou da bolsa um pedaço de papel, escreveu alguma coisa e o depositou suavemente na balança. O prato da balança com o papel desceu e permaneceu embaixo, fazendo os três admirarem-se.

Completamente pasmado com o marcador da balança, o comerciante virou-se lentamente para o seu freguês e comentou contrariado: “Eu não posso acreditar!” O freguês sorriu e o homem começou a colocar os mantimentos no outro prato da balança. Como a escala da balança não equilibrava, ele continuou colocando mais e mais mantimentos até não caber mais nada. O comerciante ficou parado ali por uns instantes olhando para a balança, tentando entender o que havia acontecido…

Finalmente, ele pegou o pedaço de papel da balança e ficou espantado pois não era uma lista compras e sim uma oração que dizia:  “Meu Deus, o Senhor conhece as minhas necessidades e eu estou deixando isto em suas mãos…” O homem deu as mercadorias para a pobre mulher no mais completo silêncio, que agradeceu e deixou o armazém. O freguês pagou a conta e disse: “Valeu cada centavo…” Só mais tarde o comerciante pôde reparar que a balança havia quebrado, entretanto só Deus sabe o quanto pesa uma oração.

“O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.” (Filipenses 4.19)