Dor

share on:

19/07/2017 – FIQUE POR DENTRO

Segundo os dicionários da língua portuguesa, dor é uma sensação penosa e desagradável, em qualquer parte do corpo. Alguns especialistas ao redor do mundo já tentaram catalogar quais são as piores dores do mundo, segundo as pessoas que sentiam dores.

O indivíduo deve dar uma nota de 0 a 10 à intensidade da dor, compondo a “escala da dor”. Nessa escala, 0 é a ausência de dor e 10 é a pior dor do mundo. Confira as principais:

  • Cólica renal – Se trata de uma dor aguda que varia de intensidade, provocada por cálculos, também chamados de “pedras”, no rim ou no ureter. Alguns pacientes já relataram perdas de visão e audição devido à dor, que parece ser capaz de deixar a pessoa desorientada também com relação a tempo e espaço.
  • Cólica biliar – Os sintomas de pedra na vesícula surgem quando um dos canais biliares entope, fazendo com que a vesícula biliar fique inflamada. O principal sintoma de pedra na vesícula é a dor abdominal súbita e intensa do lado direito que dura até CINCO horas.
  • Lombalgia aguda – É o famoso “mau jeito”. Acontece quando uma pessoa tem dor na região lombar, ou seja, na região mais baixa da coluna perto da bacia. A dor é forte e aparece subitamente depois de um esforço físico. Ocorre com frequência na população mais jovem.
  • Dor de dente – São dores intensas, capazes de provocar calafrios e choro no indivíduo. As dores só cessam através de tratamento e medicamento adequado.
  • Gota – Gota é um tipo de artrite que ocorre quando o ácido úrico se acumula no sangue e causa inflamação com dores agudas nas articulações.


Entrevista com o neurocirurgião, Claudio Fernandes Corrêa. Ele fala sobre a analgesia congênita, a insensibilidade à dor. Confira:

 

Anvisa aprova novo tratamento para diabetes tipo DOIS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA aprovou na última segunda-feira, dia 17, um novo remédio para o tratamento de diabetes tipo 2. O Soliqua, nome comercial do medicamento, será uma alternativa para o controle glicêmico de diabéticos.

A terapia é composta por uma combinação de 2 moléculas em uma mesma formulação: a insulina glargina e outra composição que estimula a secreção de insulina quando a glicose está alta. O medicamento é injetável, aplicado por uma caneta.

O novo método poderá ser indicado para adultos que não tenham o controle adequado da glicemia, apesar do uso de remédios já disponíveis no mercado.

Atualmente, 14 milhões de pessoas com diabetes no Brasil, cerca de 9% da população. De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, metade delas ainda não foi diagnosticada.

Oposição venezuelana anuncia Governo paralelo

A oposição venezuelana anunciou nesta segunda-feira, 1 dia depois de conseguir um apoio maciço entre seus concidadãos em um referendo simbólico, que hoje, quarta-feira, dia 19 de julho será lançada as bases para criar um Governo paralelo. A Assembleia Nacional também nomeará novos juízes para o Supremo Tribunal, segundo o anúncio do deputado de oposição Freddy Guevara.

No último domingo, os responsáveis pelo inédito referendo informaram que, com 95% dos votos apurados, 7,2 milhões de pessoas tinham atendido ao chamado da oposição para expressar sua rejeição à futura Assembleia Nacional Constituinte, que o Governo de Nicolás Maduro promove, e apoiar por sua vez a formação de um Governo de unidade.

O gabinete paralelo, também chamado de governo paralelo ou governo de unidade é um grupo de representantes veteranos da oposição de governo, os quais sob a liderança do líder da oposição é formado um gabinete alternativo ao governo, cujos membros são a “sombra” ou o equivalente de cada integrante do governo. Vale ressaltar que é responsabilidade do governo paralelo questionar o governo atual e sua respectiva legislação, bem como propor políticas alternativas.

Como enfrentar a dor por perder alguém que amamos?

Ao longo da vida experimentamos dores. Por vezes, são dores bem definidas, físicas, que se intensificam ou abrandam. Dores que falam, gritam, e logo corremos para atendê-las.
Existe dor para a qual não há remédio para o alívio imediato. A dor de quem está vivendo a perda de alguém querido. Ela é movida por sentimentos de tristeza, medo, abandono, fragilidade e insegurança. Ao tratarmos de morte, somos tomados por sentimentos confusos e dolorosos, pois a possibilidade dela remete à ideia de perda, já que investimos amor, amizade, segurança, esperança. A separação impede as trocas afetivas que eram tão prazerosas.
A morte pode ser vista como um mistério incompreensível, ou como um absurdo inaceitável. Pode até ser tratada como um tabu, assunto que não gostamos de falar. Por mais difícil que seja, a morte é um fato, uma realidade inexorável, e que chega para todos nós. É a única coisa certa em nossa existência ou de nossos queridos.
A morte faz parte da vida. Todos começamos a morrer exatamente no dia em que nascemos, portanto é uma etapa da nossa existência com a qual temos que conviver. Pode-se conviver melhor ou pior com ela. Mas não se pode evitá-la.
Como enfrentar essa dor que nos parece inconsolável? De onde vem a ajuda para enfrentarmos tamanha dor quando perdemos alguém que amamos?
Não existe nada capaz de nos fazer enfrentar a dor e abraçar o amanhã com esperança, a não ser a fé e a certeza de que Deus cuidará de nós. Se você está enfrentando esta dor, saiba que Jesus se importa com você e ele quer lhe ajudar a carregar este fardo. Jesus compreende seus sentimentos, sua angústia, sua dor, e por isto lhe diz: “Vinde a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados e eu lhes darei alívio” (Mt 11.28). Confie sua dor a Jesus. Nem sempre ele promete mudar as circunstâncias desfavoráveis pelas quais passamos na vida, mas promete estar conosco em todas elas. Foi ele mesmo quem disse: “Eis que estarei com vocês todos os dias até o final dos tempos” (Mt 28.20). Seu consolo, amizade, amor e graça estão sempre presentes.
Só Jesus dá razão para viver, mesmo quando estamos diante da dor provocada pela morte de um parente ou de um amigo querido. As tragédias da vida e as dores quase insuportáveis podem ser instrumentos de Deus para nos levar para mais perto dele.
Confie sempre em Jesus.