Dia do Professor

share on:

15/10/2018 – FIQUE POR DENTRO

O Brasil possui um dos maiores números de alunos por sala de aula no ensino médio entre mais de 60 países analisados no estudo Políticas Eficazes para Professores: Compreensões do PISA, publicado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). De acordo com o documento, as escolas públicas brasileiras têm 22 alunos por professor no primeiro ano do ensino médio. O total é o mesmo quando se incluem as instituições privadas. Esse número só é maior na Colômbia, que acaba de entrar para a OCDE, com 27 alunos por turma. No México, também membro da organização, o total de estudantes por professor varia entre 17 e 27. Na China, país mais populoso do mundo, há apenas 12 alunos por professor.

“Classes menores são frequentemente vistas como benéficas porque elas permitem que o professor se focalize mais nas necessidades individuais dos estudantes”, diz o estudo. Segundo a OCDE, é preciso reduzir o tamanho da sala de aula e aliviar a carga horária de ensino do professor, ampliando dessa forma o tempo que ele passa preparando aulas, em orientação pedagógica (tutoria) ou atividades de desenvolvimento profissional. E, para isso, uma solução seria aumentar o número de professores. Para a organização, “os sistemas de educação precisam determinar quantos professores são necessários para oferecer uma educação adequada para seus estudantes”.

Em nosso país, problemas de salas de aula lotadas, jornadas duplas de trabalho, com carga horária excessiva, são enfrentados por muitos professores e provocam desgastes em relação à profissão. O PISA, no qual se baseia o relatório, é um vasto conjunto de estudos internacionais que visam medir o desempenho de sistemas educacionais de países membros e não membros da OCDE, como o Brasil. O PISA é realizado com jovens na faixa de 15 anos, o que corresponde ao primeiro ano do ensino médio.

O estudo Políticas Eficazes para Professores ressalta ainda que a maioria dos países do PISA tem alocado mais professores a escolas consideradas desfavorecidas – onde há mais alunos com condições socioeconômicas mais baixas – para compensar as desvantagens na comparação com escolas onde estudantes têm mais poder aquisitivo. Mas isso nem sempre resulta em melhor qualidade do ensino. Isso porque, geralmente, “professores nas escolas mais desfavorecidas são menos qualificados e têm menos experiência” do que nas instituições com condições superiores, aponta a organização.

O estudo, que enfatiza a importância do ensino de alta qualidade para reduzir as desigualdades sociais, também revela que apenas 29% dos professores de ciências no Brasil têm especialização na área. Em países como a Finlândia, que estão entre os que apresentaram os melhores resultados do teste do PISA na área de ciências, a proporção de professores especializados nessa disciplina nas escolas públicas do país é de 83%.

No Brasil, apenas pouco mais de 10% dos professores acham que a profissão é valorizada pela sociedade. Entre 2003 e 2015, mais de 493 mil novos alunos no país foram somados ao total da população estudantil de 15 anos, um aumento de 21%. A expansão das matrículas, diz a OCDE, se deve a melhoras na capacidade para manter os alunos no sistema de ensino à medida que eles progridem a níveis superiores.

Fonte: Folha de São Paulo


Entrevista com a professora Patricia Almeida Pereira Rodriguez. Confira:

 

Enem para privados de liberdade é antecipado para 11 e 12 de dezembro

O Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade mudou de data. O Enem que estava agendado para os 18 e 19 de dezembro será aplicado nos dias 11 e 12 de dezembro, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade.

Os participantes, com idade a partir de 18 anos, poderão utilizar o desempenho na prova como mecanismo único, alternativo ou complementar para acesso à educação superior. Já os participantes menores de 18 anos, considerados treineiros, só poderão utilizar os seus resultados individuais para a autoavaliação de conhecimento.

No dia 11 de dezembro, serão feitas as provas de linguagens, redação e ciências humanas. O teste terá cinco horas e 30 minutos de duração. No segundo dia do Exame, ocorrerão as provas de ciências da natureza e matemática. A aplicação terá cinco horas. O Enem pode ser usado para pleitear vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para concorrer a bolsas no ensino superior privado pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No caso do Enem PPL, cada Unidade Prisional ou Socioeducativa tem um responsável pedagógico. Ele é quem cuida da realização e acompanha as inscrições; ensalamento; transferência de participantes entre as unidades, se for o caso, dentro do prazo previsto para inscrição; e exclusão de participantes que tiverem sua liberdade decretada. O responsável pedagógico também confere os resultados obtidos pelo participante, e pode inscrevê-lo nos programas de acesso ao ensino superior.

Fonte: Agência Brasil

Lições que Deus ensina

“Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios”. Sl 90.12

A vida é uma escola.
Ela nos ensina a ser espertos, calcular riscos, investir para receber mais e especialmente cuidar de nós mesmos.

Não é exatamente isso que o Salmo 90 recomenda. Ele fornece importantes lições, mostrando que mal orientados, são aqueles que não buscam instrução do Senhor. O versículo 12 é uma oração: “Ensina-nos a contar nossos dias”.

O tempo não pára. Ele passa.
Você deve conhecer aquele conhecido versículo que diz “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias.”

Os dias desperdiçados são justamente os que não passaram nenhuma lição sábia para o coração. Mesmo que a maioria dos homens despreze a instrução que vem do Criador, o fiel servo pede, insistentemente, que Deus o ensine como viver da maneira que o agrada.

Nesta oração, podemos aprender que dias não-contados referem-se a dias não-aproveitados, horas em que nada se fez ou não se aprendeu nada de valor.

O Senhor mostra o caminho e motiva seus servos a progredir nessa direção. O Salmo 90.12 aponta a direção de verdadeiro êxito.

Pedir a instrução do Criador é o único meio de chegarmos ao fim da vida felizes e bem-sucedidos aos olhos de Deus.

Para se viver bem, no mundo e no céu, sabedoria do alto é tudo!