Dia Mundial do Trânsito

share on:

05/05/2017 – FIQUE POR DENTRO

O objetivo do Dia Mundial do Trânsito e da Cortesia ao Volante é sensibilizar o condutor sobre a necessidade de uma condução segura, de forma a prevenir acidentes, de proteger a sua vida e a de outros condutores e passageiros.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, todos os anos aproximadamente 1,3 milhões de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante. Dos sobreviventes, cerca de 50 milhões vivem com sequelas. O levantamento foi feito em 2009 em 178 países. Além disso, o trânsito é a 9ª maior causa de mortes do planeta. O Brasil aparece em 5º lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás da Índia, China, Estados Unidos e Rússia.

Entrevista com o engenheiro e especialista em trânsito, Jakow Grajew. Ele fala sobre direção segura, confira:

 

Museu Théo Brandão

O Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore foi criado no dia 20 de agosto de 1975. O museu leva esse nome, em razão de ter sido criada para abrigar a coleção de arte popular e folclore do professor de mesmo nome.

Em 1977, por ocasião da 5ª Festa do Folclore Brasileiro, realizada em Maceió, a coleção do Museu foi transferida para um prédio de arquitetura eclética, situado na Avenida da Paz, no centro de Maceió.

Após a 1ª mudança, o museu teve suas funções finalizadas e suas portas fechadas. A decisão de fechar as portas acelerou o desgaste do prédio, cuja execução do projeto de restauro só foi possível em 2001, após uma campanha.

Com a ajuda da Caixa Econômica Federal, e após o prédio ser incluído no projeto de restauração de imóveis históricos, o museu Théo Brandão pôde então, ser reinaugurado. Hoje o museu conta com auditório para convenções, ampla área para eventos, uma loja com artesanato com mais de 300 obras locais e uma cafeteria.

O Museu Théo Brandão fica na Avenida da Paz, 1490 em Maceió, Alagoas.

Para mais informações: (82) 32-14-17-11.

Pará é o segundo estado brasileiro com maior número de cavernas catalogadas

As cavernas catalogadas pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas, a Cecav informou que o número de cavidades catalogadas no estado do Pará, região norte do Brasil, aumentou.

O número de cavernas em todo o território brasileiro até 2004 era de 4.448, passando para 16.382, nesse ano. Entretanto, o estado com maior número de cavernas catalogadas é Minas Gerais, com 6.403 e depois do Pará estão Bahia e Rio Grande do Norte.

Os dados são do Cadastro Nacional de Informações Espeleológicas, lançado em 2004 por meio de uma lei do Conselho Nacional do Meio Ambiente. Ele armazena e disponibiliza dados essenciais para a gestão do patrimônio espeleológico brasileiro.

Areia ou Pedra?

Diz uma lenda árabe que dois amigos viajavam pelo deserto, num determinado ponto da viagem discutiram e um bateu no outro. O amigo ofendido, sem nada dizer escreveu na areia:

“Hoje meu melhor amigo me bateu no rosto!”

Continuaram a caminhar e chegaram a um oásis onde resolveram banhar-se.O que havia sido esbofeteado começou a afogar-se sendo salvo pelo amigo que havia lhe batido.

Ao se ver bem, pegou um estilete e escreveu na pedra:

“Hoje meu melhor amigo salvou-me a vida!”

Intrigado o amigo perguntou:

Por que depois que te bati você escreveu na areia e agora que te salvei você escreveu na pedra?

Sorrindo o amigo respondeu:

– Quando um grande amigo nos ofende, devemos escrever na areia onde o vento do esquecimento e do perdão se encarregam de apagar. Quando porém faz algo grandioso, devemos gravar na pedra da memória e do coração, onde vento nenhum consegue apagar.

Jesus disse: “Vocês ouviram o que foi dito: olho por olho, dente por dente. Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra.” Mateus 5:39.