Dia das Crianças

share on:

12/10/2017 – FIQUE POR DENTRO

No dia 12 de outubro no Brasil, é comemorado, desde o ano de 1924, o Dia das Crianças. O Brasil foi um dos primeiros países a ter uma data especialmente dedicada às crianças.

No entanto, o dia ganhou maior popularidade a partir de 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção com a Johnson & Johnson e criou a “Semana do Bebê Robusto”, como uma estratégia para aumentar as suas vendas. A partir deste momento, a data passou a ser marcada pela oferta de presentes as crianças, principalmente brinquedos.


Entrevista com o nutrólogo, Dr. André Veinert. Ele fala sobre doces e as crianças. Confira:

 


Amazônia brasileira esconde vulcões inativos de até 2 bilhões de anos

Imagine um cenário desértico, inóspito, sem vida e cheio de vulcões ativos. É exatamente dessa forma que os cientistas acreditam que a Amazônia era.

Apesar de tão antigos, o primeiro de uma série de vulcões só foi identificado na região no início dos anos 2000. À época, os pesquisadores foram surpreendidos pelo estado de conservação e a antiguidade da estrutura encontrada.

Até agora, os cientistas ainda não sabem exatamente quantas estruturas existem na região, localizada entre os rios Tapajós e Jamanxim, no estado do Pará. Perto dali, na região do Xingu e também no Mato Grosso, foram encontradas outras estruturas, mas de períodos distintos.


Qual o Lugar das Crianças?

“Criança a bordo!” O letreiro no vidro do carro da frente é um aviso e um lembrete. Lembrete para se ter cuidado com manobras bruscas pois, qualquer impacto, seria mais danoso à frágil vida em desenvolvimento. Aviso para que, na eventualidade do motorista do carro em questão cometer alguma “barbeiragem”, não se profira nenhuma palavra rude pois, afinal, há crianças por perto.

Na época de Jesus, as crianças e as mulheres eram contadas como “cidadãos de 2ª classe” e invariavelmente, não havia lugar para eles nas contagens oficiais. Da infância do próprio Jesus sabe-se muito pouco pelos relatos bíblicos.

O mais preocupante é que, em alguma medida, ainda é difícil definir qual seja o lugar das crianças no mundo de hoje. Os direitos das crianças evoluíram com códigos próprios e organizações de defesa militantes. Há formação, mas também deformação de seu caráter, de seus relacionamentos familiares ou mesmo de seu futuro.

Até nos desenhos animados as crianças têm sido expostas a um mundo de violência e selvageria sem precedentes.

Qual o lugar das crianças no lar? Às vezes simplesmente não há lugar porque os pais trabalham demais ou a realidade social é tão terrível que elas trocam o lar pelas ruas.

Qual o lugar das crianças na escola? Promete-se mais e melhores escolas, mas os professores continuam sem um salário digno, sem condições de se dedicar a melhores estratégias de ensino. Nossas escolas são, por vezes, depósitos de crianças, cuja função principal é entretê-las e alimentá-las até a hora de voltar para casa.

Qual o lugar da criança na sociedade? É um filão a mais no mercado para ganhar dinheiro. O lugar das crianças é ao lado de seus pais, cercados de amor e cuidado, com sorrisos e alegria, bons exemplos para imitar, com lindas histórias, como as da Bíblia, para embalar sua imaginação.

Crianças são dádivas preciosas, não importa onde estejam. Somos responsáveis perante Deus por encaminhá-las, dar bom exemplo, cuidar.

Certa vez, Jesus foi envolvido em uma discussão sobre quem dos seus discípulos seria o mais importante. Ele tomou uma criança nos braços e disse-lhes que quem quisesse pertencer ao seu reino e ser o maior, deveria tornar-se como uma criança (Mt 18.1-5).

Para Deus, as crianças são sempre bem vindas. Nosso papel é levá-las a ele com nosso trabalho e nossas orações.