Decisões

share on:

02/01/2018 – FIQUE POR DENTRO

A revista Fortune mostrou casos reunidos pelo escritor Verne Harnish no livro As decisões empresariais mais importantes de todos os tempos. Confira a história de algumas delas:

Ford – Em 1914, o fundador da montadora decide dobrar o salário de seus funcionários, preocupado com a alta rotatividade na fábrica. Isso desencadeou em uma revolução do consumo, que ajudou a criar o que a Ford é hoje.

Apple – Depois de perder 816 milhões de dólares em 1996, o então CEO Gil Amelio convenceu o conselho de que a Apple precisava se modernizar. Logo, a empresa comprou a NeXT, cujo fundador foi ninguém menos do que Steve Jobs, que havia fundado a Apple 20 anos antes. O resgate de Jobs resultou na prosperidade atual da empresa.

Boeing – Em 1952, o CEO da Boenig decidiu lançar o 707. Ele simplesmente acreditou que clientes poderiam comprar o modelo. Foram investidos 16 milhões no que se tornaria o primeiro jato transatlântico comercial.


Entrevista com a psicóloga, Carla Couto. Ela fala sobre tomada decisões. Confira:

 



Apple pede desculpas por prejudicar desempenho de iPhones antigos

A Apple pediu desculpas aos usuários depois de enfrentar críticas após admitir que, nos modelos mais antigos do iPhone, o desempenho do aparelho é prejudicado para compensar problemas de bateria.

A companhia informou que irá reduzir o preço de substituição de uma bateria em um telefone fora da garantia dos atuais 79 por 29 dólares até dezembro de 2018, com uma atualização do software sendo lançada no início do próximo ano “com novos recursos que proporcionam aos usuários maior visibilidade da saúde da bateria do iPhone para que eles possam ver por si mesmos se a condição está afetando o desempenho do aparelho”.


Indulto de Natal
A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu na semana passada parte do decreto do presidente Michel Temer, que abrandou os critérios para a concessão do indulto de Natal.

O indulto natalino é um perdão de pena e costuma ser concedido todos os anos em período próximo ao Natal. Previsto na Constituição, é destinado a quem cumpre requisitos especificados no decreto presidencial, publicado todos os anos. Se for beneficiado com o indulto, o preso tem a pena extinta e pode deixar a prisão.


Escolhas

Escolhas e o inexplicável determinam alegrias e tristezas.

Há os que aproveitam as chances de recomeços que lhes são dados, mas, há os que continuam desperdiçando oportunidade de recomeçar e recomeçar pra valer.

Há os que, parece-me, preferem fazer escolhas estranhas.

Há os que escolhem potencializar o que é ruim e desprezar o que é bom.

Há os que preferem ser ingratos!

Há os que escolhem o cinismo como estilo de vida!

Há os que escolhem a mentira sobre si mesmos e acreditam nelas e fazem delas suas verdades.

Alguns frutos ruins que tenho colhido foram sementes ruins que plantei.

O mal que cometi afastaram pessoas de mim. Elas estão certas em me excluírem de suas vidas.

O perdão não traz de volta o ambiente anteriormente construído na jornada de uma vida. Outra configuração estabelecerá o novo caminho.

Reincidências sempre dificultam as reconciliações. Cuide bem das suas escolhas.

Por:
Carlos Bregantim