Correios

share on:

19/03/2018

Os Correios realizaram neste fim de semana um mutirão para minimizar os impactos da greve ocorrida nos últimos dias entre funcionários da empresa. A paralisação teve inicio na segunda-feira passada e acabou na quinta. Segundo a federação da categoria, os trabalhadores decidiram parar as atividades porque são contra mudanças no plano de saúde da empresa, que vai passar a cobrar mensalidades dos funcionários e retirar os dependentes dos contratos.

Porém, o direito do consumidor, em caso de prejuízo por falta de serviços prestados, sempre vale. De acordo com o Procon de São Paulo, o consumidor que contratar serviços dos Correios, como a entrega de encomendas e documentos, e estes não forem prestados, tem direito ao ressarcimento ou abatimento do valor pago. Em caso do atraso ou a não entrega vir a acarretar dano moral ou material, cabe acionar a Justiça em busca de uma indenização.

 

Entrevista com o advogado, Sérgio Tannuri. Ele fala sobre os prejuízos causados por atraso em entregas. Confira:

 

Mulheres têm 20% das bolsas de pesquisa científica em exatas no Brasil

A presença das mulheres no meio acadêmico no Brasil é escassa nos níveis de pesquisa, especialmente nas áreas de ciências exatas. É o que revela um estudo que analisou a distribuição das chamadas Bolsas de Produtividade de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

O levantamento observou a distribuição de mais de 13 mil bolsas entre 2013 e 2014 por sexo e área de conhecimento, além da divisão por gênero dos membros da Academia Brasileia de Ciências, e os projetos científicos que conseguiram alto financiamento no programa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, juntamente com o Conselho Nacional.

 

O valor da prática

O teólogo católico, Leonardo Boff, ao comentar as ações de Francisco PRIMEIRO, o papa escolhido para substituir Bento DEZESSEIS, afirmou que: “O que convence as pessoas não são as prédicas mas as práticas. As ideias podem iluminar. Mas são os exemplos que atraem e nos põem em marcha. Eles são logo entendidos por todos. As muitas explicações mais confundem que esclarecem. As práticas falam por si.”

Prédicas são afirmações, pensamentos expostos em palavras. Elas têm seu valor. Aprendemos muito com o pensamento verbalizado. No entanto, o ensino que, de fato, permanece é aquele comunicado através da ação.

As pessoas dizem o quem bem entenderem. Palavras são facilmente usadas para mascarar pensamentos, para manipular pessoas. Quando as práticas aparecem, evidenciam quem somos. Não somos definidos por aquilo que dizemos, mas sim por aquilo que fazemos. O velho ditado está correto: um gesto vale mais do que mil palavras.

Grandes mestres do passado não deixaram textos escritos. Eles viveram tornando seus ensinamentos conhecidos através das coisas que faziam. O melhor exemplo que podemos citar é Jesus de Nazaré. Ele mesmo nunca escreveu um texto que tenha sido preservado. No entanto, seus ensinamentos transformaram o mundo e continuam a fazer efeito sobre a vida de milhões de pessoas.

E você, suas ações têm falado mais alto do que suas palavras?

Por: Israel Mazzacorati