Clubes e associações

share on:

06/01/2017

Até os anos 80, os clubes reinavam quase absolutos na preferência de lazer das pessoas. Com a proliferação das academias de ginástica e de condomínios residenciais com áreas comuns cada vez mais bem equipadas, a concorrência aumentou e os sócios foram diminuindo. Em um efeito cascata, a arrecadação diminuiu e, com isso, caíram os investimentos nas instalações e na infraestrutura também.

Ainda assim, muitos clubes fazem história. 8 em cada 10 atletas competitivos começam suas práticas em agremiações privadas, revelou uma pesquisa da Confederação Brasileira de Clubes. De acordo com dados do Atlas do Esporte, 80% das quadras e piscinas com medidas oficiais do Brasil estão dentro de clubes.

Os milagres e a normalidade da vida

Entendo que o Evangelho nos convida pra normalidade da vida, pois, todos os milagres que Jesus de Nazaré fez, devolveu à vida dos abençoados por Ele a volta ao normal.

Quem não enxergava, enxergou.

Quem não ouvia, ouviu.

Quem não falava, falou.

Quem não andava, andou.

Quem tinha uma das mãos encolhidas, recebeu a mão igual a outra, sã.

Quem só chorava, sorriu.

Que só sorria, chorou.

Quem andava encurvado, endireitou-se.

Quem era excluído porque era leproso, ficou limpo e incluído na vida.

Quem estava faminto, fartou-se.

Quem estava com sede, saciou-se.

Quem estava só, socializou-se.

Quem era sovina, mesquinho, ladrão, tornou-se generoso.

Quem era desumano, humanizou-se.

Quem era descrente, creu.

Enfim, todos os milagres devolveram as pessoas ao curso normal de suas vidas, e estes, incluíram a fé, a esperança, o amor, o perdão, o trabalho, o partilhar, a gratidão, o fazer o bem no seu dia a dia.

Passaram a viver com estas implicações que o Reino lhes trouxe.

Voltaram para seus afazeres e se tornaram melhores como seres humanos, claro, tornando melhor o que eram e o que faziam.

Pra mim isto é viver o curso da vida de maneira natural segundo o que o Evangelho nos devolveu de naturalidade em Cristo.

Por Carlos Bregantim

Novos assentos de aeronaves apostam em sustentabilidade

A Gol lançou nesta quarta-feira a primeira aeronave com acabamento dos assentos em couro ecológico. Ele dá uma reformulação no design e mais conforto aos passageiros.

O novo modelo conta com uma maior durabilidade e reduz custos e o tempo de manutenção dos aviões, além de contribuir com o meio ambiente. Devido ao peso ser inferior aos atuais, há uma diminuição na emissão de CO2, pela redução de consumo de combustível.

A previsão é de que até o fim de 2018 toda a frota da companhia, composta por Boeing 737 700 e 800, esteja atualizada com o novo padrão de assentos.

Museu do Rio em Mato Grosso

O Museu do Rio está instalado no prédio do antigo Mercado de Peixe, construído em 1899. Ele contribui para a recuperação da memória do bairro do Porto e dos municípios da beira do Rio Cuiabá, como fonte de pesquisas para historiadores e pessoas interessadas na cultura regional.

No mesmo local funciona o Aquário Municipal de Cuiabá. Além disso, o Museu do Rio conta com restaurantes de comidas típicas, e salas de exposições e artesanato.

O Museu do Rio fica na Avenida Beira Rio no Porto, Cuiabá. Mais informações: (65) 36-17-12-86.