Carreira musical

share on:

22/03/2018

São diversos os fatores que estão em jogo no momento da escolha de uma carreira. Expectativas quanto à remuneração, ritmo e ambiente de trabalho, objetivo social da profissão, valores pessoais que podem se realizar e tantos outros. E para atuar na carreira musical não é diferente.

Hoje uma das ferramentas usadas para divulgar o trabalho é a internet. Ela possibilita milhões de oportunidades já que o acesso à informação é cada vez mais rápido e o consumo é diário. Por conta disso, a internet se tornou um “palco” para pessoas se aventurarem mostrando sua música.

 

Entrevista com a musicista, Elen Lara. Ela fala sobre a sua carreira. Confira:

 

Estudo com 46 mil pessoas diz que mulheres têm mais empatia que homens

A empatia, traço que nos permite compreender como outras pessoas se sentem, ajuda a forjar conexões mais próximas com elas e influencia nosso comportamento em situações distintas. E seria mais comum nas mulheres do que nos homens.

É o que conclui um estudo com 46 mil pessoas feito pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, o primeiro a encontrar evidências de que os genes têm um papel no nível de empatia dos seres humanos.

Até hoje, a empatia era considerada um traço de personalidade que pode ser desenvolvido durante a infância e através das experiências de vida. No entanto, os cientistas reconhecem que a pesquisa tem limitações. O fato de o quociente de empatia ser determinado por um questionário, por exemplo, poderia enviesar os resultados.

Além disso, os pesquisadores ainda não conseguiram encontrar “genes da empatia”, que fossem especificamente responsáveis pela característica, apesar de terem percebido diferenças entre pessoas mais ou menos empáticas.

 

Som em Meio a Escuridão

“…porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança” (Salmos 4:8).

Certa vez, quando uma orquestra apresentava uma peça de Mozart, uma tempestade com raios e trovões provocou a queda de energia deixando o teatro completamente às escuras. Os membros da orquestra conheciam bem a música e corajosamente, prosseguiram na escuridão. Ao final da apresentação, todo o público estava aplaudindo emocionado.

O mesmo acontece na vida espiritual. Quando conhecemos o Mestre, podemos tocar sua música mesmo na escuridão. Pondo o mesmo princípio em prática, podemos viver uma vida santa em um mundo contaminado pelo pecado. Podemos viver uma vida moral em um mundo imoral.

A nossa vida cristã tem estado alicerçada na Palavra de Deus? Temos guardado esta mesma Palavra no coração para que sejamos fortes na luta contra o pecado? Conhecemos bem a vontade de Deus a ponto de, mesmo quando cercado por densas trevas, continuar glorificando seu nome?

Quando vivemos preocupados apenas com a vida material e os muitos encantos que o mundo oferece, percebemos apenas luzes coloridas por toda a parte. Tudo parece maravilhoso e o prazer momentâneo não nos deixa ver as armadilhas que estão à nossa frente. De repente, os letreiros luminosos da falsa alegria se apagam e despreparados, ficamos perdidos e sem saber para onde ir. O encanto acaba, o prazer não existe mais, a incerteza enche nossa alma de angústia e aflição.

Quando Jesus é o nosso maior amigo e quando procuramos obedecê-lo em sua orientação a respeito de nossa vida e felicidade, podemos andar sobre solo pedregoso, atravessar vales de dificuldades, caminhar sob ferozes tormentas, sentar em um gramado sob o clarão do sol ou sob uma noite completamente escura.

A nossa paz será a mesma, nossa alegria independente da circunstância e nossa fé inabalável.

Por: Pr. Paulo Roberto Barbosa