Capelania Prisional

share on:

12/04/2018

As organizações religiosas que visitam as cadeias são, em sua maioria, cristãs, especialmente evangélicas. Apesar disso, nem todas as igrejas possuem trabalhos consolidados nas várias unidades prisionais do país. Isso se deve, talvez, ao preconceito que ainda vigora em boa parte das nossas comunidades de fé.

A própria legislação reconhece a assistência religiosa como um direito do encarcerado. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais já decidiu que “a religião é necessária e imprescindível na reeducação do condenado, constituindo um dos fatores decisivos na ressocialização e reinserção deste na convivência com a sociedade”.

Por isso, a importância da Capelania Prisional. Ela visa mudar a realidade que está inserida nas cadeias brasileiras. Atualmente, a população carcerária do Brasil atingiu a marca de 726 mil presos, segundo o Ministério da Justiça. 7 em cada 10 detentos que deixam o sistema penitenciário voltam ao crime.

 

Entrevista com o teólogo e advogado, Antonio Carlos Junior. Ele fala sobre capelania prisional. Confira:

 

Chip sob a pele vigia uso de álcool e envia dados para smartwatches

Pesquisadores da Universidade de San Diego, na Califórnia, afirmaram ter desenvolvido um chip em miniatura que pode ser implantado sob a pele e usado para o monitoramento de álcool no organismo a longo prazo.

Atualmente os bafômetros são os acessórios mais comuns para a medição de nível de álcool no sangue, mas nem sempre são os mais eficientes.

O exame de sangue é o método mais preciso, mas precisa ser feito por uma pessoa treinada. Os sensores que funcionam como tatuagens na pele são uma nova alternativa promissora, mas podem ser facilmente removidos e usados apenas uma vez.

O professor de engenharia elétrica na Universidade de San Diego, Drew Hall, que comandou o projeto, disse que “o principal objetivo do trabalho é desenvolver um dispositivo de rotina e discreto para monitorar álcool e drogas em pacientes em tratamento contra o abuso de substâncias. Um pequeno sensor injetável – que pode ser colocado em uma clínica sem cirurgia – pode facilitar que pacientes sigam um monitoramento prescrito por mais tempo.”

 

Livre

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5.1).

A liberdade é uma dádiva preciosa de Deus. A Bíblia revela que o Senhor criou o ser humano com liberdade. Mas por sua desobediência o homem tornou-se escravo do seu pecado. Jesus Cristo veio restaurar a liberdade que Deus concedeu ao primeiro homem. Disse: “Conhecerão a verdade e a verdade os libertará”. Cristo ensinou que a liberdade precisa ser conquistada. Porém, há obstáculos no caminho que devem ser vencidos para que alcancemos a vitória.

O primeiro obstáculo é o preconceito. Desde cedo formamos nossa opinião e levantamos barreiras à ação libertadora de Cristo. O preconceito é a intolerância que se desenvolveu em nosso coração e que não nos permite receber Cristo. Qual é o seu? Não crê que só Jesus pode salvar? Não reconhece a Bíblia como palavra inspirada? Não aceita a santidade de vida de cristãos que você conhece?

O segundo obstáculo é a tradição. É difícil romper os laços que nos prendem às noções que herdamos. A sombra da tradição familiar tem sido um obstáculo que muitos não têm coragem de vencer, tal o peso e a influência que ela exerce. Nem toda tradição precisa ser superada. Somente as que tolhem os nossos passos na direção de Cristo.

O terceiro obstáculo é o pecado. Quase sempre falta força para que possamos contrariar a nossa tendência para a prática do pecado. Especialmente a cobiça da carne tem-se revelado como muralha que precisa ser destruída. Paulo ensina aos gálatas: “Vivam pelo Espírito e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito” (Gálatas 5.16-17). Você foi criado para ser livre. Para viver em paz com Deus. Para receber as bênçãos da misericórdia divina.

Vislumbre a liberdade! Está ao seu alcance pela fé em Cristo.
Apodere-se da liberdade! É-lhe oferecida graciosamente desde o Calvário.

Desfrute da liberdade! É a recompensa real para quem logrou vitória sobre a escravidão do pecado. Só Cristo faz o homem integralmente livre.

Fonte: Presente Diário