Bolos

share on:

12/06/2018

O bolo é um alimento à base de massa de farinha, geralmente doce e assado no forno. Acredita-se que a confecção dessa iguaria exista desde o Egito Antigo na forma de pães adoçados com xarope de frutas, tâmaras e passas. Os antigos gregos e romanos aperfeiçoaram os bolos. Nero, por exemplo, os apreciava. A real diferença entre pães e bolos só veio a ser caracterizada durante o Renascimento.

Sabe-se que, em Nápoles, na Itália, no ano de 1478, um bolo foi servido em um banquete. O primeiro bolo alto, de andares, teria sido feito para o casamento de Catarina de Médici com Henrique Segundo da França, em 1533. Na Alemanha, em 1568, no casamento de Guilherme da Baviera com Renata de Lorena, o bolo tinha mais de 3 metros da altura.

No reinado da Rainha Vitória, do Reino Unido, houve muitas festas com bolos de até 200 quilos, com dois metros de altura. Em todos os momentos da história, o bolo era considerado como uma demonstração de prosperidade e riqueza. Por isso eram tão altos!

O primeiro bolo de farinha a se adaptar no Brasil foi o pão-de-ló, de origem portuguesa. Rapidamente, tornou-se bastante popular, e até hoje, é um dos preferidos para bolos recheados. Antigamente, e sobretudo em Portugal, era hábito consumir o pão-de-ló em fatias, torradas, acompanhando o chá, café ou vinho do Porto.

Fonte: Wikipédia

 

Entrevista com a chef Yukari Carolina. Ela é proprietária da Cake by Yu e recebeu o Prêmio Top Qualidade Brasil, os 100 Melhores do ano da Gastronomia de 2015.

Contato: (11) 9 4873 2537
https://www.cakebyyu.com/
https://www.facebook.com/cakebyyu/

 

 

Fábrica de produtos da Amazon na China é acusada de explorar trabalhadores

A Foxconn investiga uma fábrica na China que produz dispositivos para a Amazon.com, após um grupo norte-americano criticar as condições de trabalho no local. Um relatório de 94 páginas do Observatório de Trabalho na China, com sede em Nova York, citou horas excessivas, baixos salários, treinamento inadequado e um excesso de dependência da unidade em trabalhadores temporários. A investigação durou 9 meses.

A fábrica, na província de Hunan, produz alto-falantes inteligentes e leitores de livros eletrônicos. A Foxconn, com sede em Taiwan, é a maior fabricante de produtos eletrônicos terceirizada do mundo e emprega mais de 1 milhão de funcionários. A empresa, que também faz os iPhones da Apple, ficou sob ataque em 2010 depois de uma onda de suicídios em fábricas da companhia na China.
A empresa prometeu melhorar as condições de trabalho desde então.

O Observatório de Trabalho na China disse que a investigação descobriu que cerca de 40% dos trabalhadores na fábrica são temporários, muito acima do limite de 10% permitidos pela lei chinesa. Funcionários também fizeram mais de 100 horas extras por mês durante a alta temporada. Apenas 36 horas são autorizadas pela legislação. Alguns trabalharam por 14 dias seguidos.

A Amazon disse que auditou a fábrica em março e descobriu que o uso de horas extras e de trabalhadores temporários era um “assunto de preocupação”. A empresa afirmou que está monitorando a resposta da Foxconn e está disposta a garantir que “esses problemas sejam resolvidos”. A Foxconn ressaltou em um comunicado que “trabalha duro para cumprir as leis e regulamentos relevantes” onde opera e conduz auditorias regulares.


Fonte:
UOL

 

Açúcar

Um certo dia, a professora querendo saber se todos tinham estudado perguntou as crianças quem saberia explicar quem é Deus?

Uma das crianças levantou o braço e disse:

– Deus é o nosso pai. Ele fez a terra, o mar e tudo que está nela; nos fez como filhos dele.

A professora, querendo buscar mais respostas, foi mais longe:

– Como vocês sabem que Deus existe, se nunca o viu?

A sala ficou toda em silêncio…

Pedro então, levantou a mãozinha e disse:

– A minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu leite que ela faz todas as manhãs. Eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca, mas se ele não estiver ali, o leite fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não vemos. Se ele sair de perto, nossa vida fica…sem sabor.

A professora sorriu, e disse:

– Muito bem Pedro, eu ensinei muitas coisas a vocês, mas você me
ensinou algo mais profundo que tudo o que eu já sabia. Eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida!

Deu-lhe um beijo e saiu surpresa com a resposta daquela criança.

A sabedoria não está no conhecimento, mas na vivência de Deus em
nossas vidas.

Não se esqueça de colocar “AÇÚCAR” em sua vida!