share on:

Locutora, apresentadora, mamãe e dona de uma doçura que vai muito além de sua voz: conheça mais sobre Renata Burjato, nossa apresentadora do mês de maio

A locutora e apresentadora da RTM Renata Burjato tem 30 anos, é casada com o Luis Gustavo Scalise desde 2013 e mamãe da Paollinha, que acabou de completar um aninho. Seu nome completo é Renata Burjato de Barros Scalise, e conta que quando entrou na Rádio, já namorava o Luis há alguns anos. Queria ficar noiva, mas só quando encontrasse um emprego na área dela. “Eu trabalhava em assessoria de imprensa e queria ir para rádio. Sempre quis trabalhar com isso. Quando eu entrei na RTM, em 2010, a gente ficou noivo. Em 2013 casamos, e em 2018 chegou a Paolla”, relata.

Ela é formada em jornalismo, tem curso técnico de rádio e de apresentação de TV, além de especialização em mestre de cerimônias, mas essa prefere não usar. “No rádio, por mais que você saiba que é para um monte de gente, as pessoas não estão te vendo. Porque a gente apresenta coisas e é comunicativo parece que a gente não tem muita vergonha, e eu tenho bastante. Nas lives, o foco é a outra pessoa, o entrevistado, por isso fica tranquilo, mas com essa sensação de todo mundo estar te olhando, eu não me sinto tão confortável”. Você imaginava que a Renata tivesse esse lado tímido?

Renata é membro da Igreja Betesda há mais ou menos o tempo que está na RTM. Durante três anos deu aulas de alfabetização para adultos (EJA) na Igreja Batista do Morumbi, até a Paolla nascer.

Apresentadora de programas da RTM

A Renata já foi apresentadora do Fique por Dentro, mas com sua mudança de horário como locutora, que agora é das 9h às 14h, o programa passou a ser apresentado pelo Fábio Zamana com a Paula Ferreira. Mas, durante esse período, acaba apresentando os programas junto com outras pessoas. Isso acontece com o Sons do Coração, o Finanças em Ação e o Um tempo com Deus. “Nesses programas há uma interação um pouco maior com o apresentador porque temos que fazer sempre o link entre o ouvinte e o apresentador, e durante tanto tempo que você vai ficando amigo de quem apresenta”.

Renata Burjato e reverendo Marcos Garcia durante gravação do programa Um Tempo com Deus.

Ela também apresenta A Palavra em Canções, com o Pr. Itamir Neves, e Espelho na Janela, com Israel Mazzacorati. Apesar de não estar mais produzindo novo conteúdo, os programas dos quais fez parte ainda estão sendo veiculados na programação da RTM.

Sobre o Espelho na Janela, Renata conta que a produção do programa requer concentração, criatividade e planejamento muito grandes, porque não é algo feito na Rádio, mas que levam para casa para fazer. Conclui, porém, que “na verdade, ele é uma delícia de produzir. Acho que minha intimidade com o Senhor aumentou muito depois de produzi-lo porque primeiro você tem que se encontrar na história”. Para a produção, alguns foram planejados, mas o que os fez escolher alguns personagens foi também a afinidade de cada um com eles. “Para você sentar e escrever, tem inevitavelmente que ler a história mais um monte de vezes e, à medida que lê a história um monte de vezes, você percebe de forma mais intensa como Deus é maravilhoso, então você se apaixona mais por Deus”.

Quanto ao A Palavra em Canções, Renata também o vê como fruto da caminhada com Deus. “É assim: por exemplo, qual música a gente tem cantado diante dos desafios? Qual música nos dá ânimo quando acordamos? É aquela música que está ali, no nosso coração, na nossa mente, que a gente canta e então diz: ‘Vamos fazer essa?’ E assim sempre trazemos aquilo que estamos experimentando com o Senhor”.

Espelho na Janela

O Espelho na Janela é um projeto que começou em 2016. As histórias narradas em áudio também viraram livros, que já têm duas edições. O que mais impacta Renata no fato de o programa ter virado livro é que essa é uma experiência mais pessoal, em que pessoa complementa muito mais a história, e saber que cada pessoa vai interpretar de um jeito distinto porque aquela história passa a ser dela também. “Mas, o que me tocou muito foi quando uma ouvinte contou que levou os livros para os hospitais. Pensar que pessoas que talvez não conheceriam a Deus de outra forma, ou que talvez no momento mais difícil da vida delas estão tendo contato com as histórias de outras pessoas, que também viveram momentos extremamente difíceis, mas que colocaram Deus como confiança, a rocha delas, e saber que essas pessoas estão podendo conhecer o Senhor nesse momento… me deu vontade de desabar de chorar”.

De todas as histórias que teve a oportunidade de contar no Espelho na Janela, Renata se identifica mais com a de Lia. “A Bíblia dá margem para acreditar que depois de ela tentar encontrar em muitos lugares aquilo de que precisava, por fim ela entendeu que precisava adorar o Senhor, e isso foi o ápice da vida dela. Como eu perdi o meu pai cedo, depois engravidei e perdi o primeiro neném, então também precisei entender que o Senhor é a pedra de raro valor, sabe? E que é o principal da vida e que com Ele a gente não precisa de mais nada”.

Experiência de ser mãe

Renata com sua filha, Paolla, que nasceu em 2018.

A Paolla, filha da Renata, nasceu em março de 2018, e a Renata nos contou um pouco de como está sendo essa aventura: “Todo mundo já me dizia que, quando fosse mãe, eu entenderia mais do amor de Deus, e é muito real. Quando ela nasceu, ali na maternidade, eu me lembro que veio também o sentimento de: será que eu vou conseguir, sendo isso que eu sou, será que eu vou ser boa mãe? E aí eu lembro que pensei assim, e acredito que foi um jeito de Deus soprar sua graça lá: ‘Olhe todo o sofrimento que você passou por ela, e imagine se um dia ela deixa de acreditar que é amada por você e perdoada por você. E veja todo o sofrimento que eu tive por você na cruz, e você ainda tem dúvida da minha graça?’ Então, para mim é um lembrete de que, quando a gente ama um filho, não há nada que não se possa superar e que de forma muito maior o Senhor deixa isso extremamente claro. E dia a dia esse amor vai aumentando, porque quanto mais tempo, mais intimidade, mais vivência, se ama mais, e acho que com o Senhor também é isso. Às vezes passo a noite acordada só agradecendo por ela e dizendo: meu Deus, mas ela é muito linda, muito boazinha, ela é muito pra mim, Senhor! E eu fico lembrando como Deus é fantástico.”

Aproveitando que este é o mês das mães, Renata deixa uma mensagem para todas: “Mamães, parabéns. Eu acho que toda mãe vai passar pelo medo de achar que não vai dar conta, mas precisamos lembrar que a maternidade é um lembrete de um milagre incrível! Vocês sentiram Deus muito perto de vocês, lembrem-se também de que ele vai continuar perto, dando toda força necessária! Deus nunca dá nada que não seja possível de conseguir com ele. Então, parabéns para vocês, força, com o Senhor a gente consegue mesmo!”