share on:
Img_IconeBaixar_680px

21 de Novembro de 2020

Leitura Bíblica: Salmo 123.1-4

Ouve-nos, ó Deus, pois estamos sendo desprezados (Ne 4.4a).

Israel estava farto de zombaria e resolveu buscar alívio em Deus, pois não aguentava mais aquilo. Ser injustamente desprezado pelos outros é um dos piores sofrimentos para um homem. Talvez você esteja passando por isto. É algo que nos angustia e até tira toda a vontade de orar. Mas aqueles que cantavam este salmo clamaram a Deus, implorando que ele demonstrasse sua misericórdia na situação que viviam.

Há na Bíblia vários indivíduos, tementes a Deus, que provaram o escárnio. Um deles foi Jó, que era honrado em sua terra até ser duramente provado, passando a sofrer desprezo da parte de seus conhecidos. Jó queixava-se deles: “Abrem sua boca contra mim, esmurram meu rosto com zombaria e se unem contra mim” (Jó 16.10). Outro foi Jeremias, que pregava ao seu povo a mensagem do juízo iminente de Deus e, portanto, da necessidade de arrependimento. “Sou ridicularizado o dia inteiro; todos zombam de mim”, desabafava ele (Jr 20.7c).

Mas ninguém foi mais menosprezado que o próprio Filho de Deus: “Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de dores e experimentado no sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima” (Is 53.3). O ser humano não merecia, mas Cristo o amou quando ainda estava longe de Deus e condenado à morte pelos seus pecados (tudo o que desagrada a Deus). Por ele e em seu lugar, Jesus “suportou a cruz, desprezando a vergonha” (Hb 12.2b). Então, Deus Pai o exaltou, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o assentar-se à sua direita. Também “Deus ressuscitou [seus filhos] com Cristo e com ele [os] fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” (Ef 2.6). Esta é a posição assegurada a quem crê em Jesus, e será ocupada plenamente quando ele voltar. Os cristãos receberão novos corpos e serão levados para a casa do Pai, onde não haverá mais nenhum sofrimento. – Sérgio Vilmar Markus

Quando a história deste mundo acabar, “os justos brilharão como o sol no Reino [do] Pai” (Mt 13.43a).


O Presente Diário 23 possui diversos formatos para você acompanhar o devocional todos os dias de 2020. Conheça os diversos formatos nesse link!