share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

16 de maio de 2018

Leitura Bíblica: Amós 2.4-5

[Jesus disse:] Eu não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento (Lc 5.32).

H ouve um tempo em que eu não queria saber de Deus. Não o conhecia e rejeitava o pouco que sabia sobre ele. Quando questionado sobre minha expectativa para após a morte, sempre dava a mesma resposta: nunca matei ou roubei, portanto sou uma pessoa boa e justa e mereço ter a vida eterna. Com este enganoso, falho e parcial senso de justiça própria, eu rejeitava a Deus e sua Palavra. Para mim, a Bíblia era apenas um livro pensado e escrito por homens. Jesus era alguém que não fazia parte de minha vida. Pensava que talvez sequer fosse real e negava até mesmo a possibilidade de Deus existir.

O texto de hoje apresenta profecias de juízo que cairiam sobre a nação de Judá. Estas eram muito semelhantes às relacionadas a outros países, que aparecem nos versículos anteriores ao da leitura. Eles seriam condenados por suas atitudes de injustiça e crueldade, mas isto não faria com que a rebeldia dos judeus fosse perdoada se não houvesse arrependimento. Judá seria castigada igualmente, porque havia abandonado ao Senhor e sido infiel a ele. Não havia diferença entre o erro deles e os das outras nações. Todos eram igualmente indesculpáveis, e Deus os julgaria de forma perfeita e imparcial.

Este texto me faz lembrar de meu passado: considerava-me correto e bom, mas era tão injusto quanto qualquer outro, pois havia rejeitado ao Senhor. Porém, graças a Deus percebi e reconheci meus erros diante dele, sem mais me justificar. Arrependido, confessei minhas falhas a ele e fui perdoado. Hoje tenho a certeza de vida eterna não pelas minhas obras, mas pela de Cristo, que morreu por mim. Isto pode ocorrer com você também se, arrependido, confessar suas falhas a Deus. Não importa se matou, roubou, rejeitou a Deus ou quais sejam os seus erros: ele é fiel e justo para perdoar você. Portanto, atenda também ao chamado do Senhor e desfrute de seu amor, perdão e misericórdia. – CMR

Só recebe perdão aquele que reconhece ser devedor.