share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

10 de agosto de 2018

Leitura Bíblica: Gênesis 1.26-31

Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Tuas obras são maravilhosas! Digo isso com convicção (Sl 139.14).

Muitas pessoas são vítimas de um mal antigo que destrói a vida de dentro para fora: a insatisfação! Parece que para elas a vida não tem valor, sentido ou propósito. Vivem reclamando de tudo, de todos e de Deus, como se fossem completamente desprovidas de qualquer favor divino ou humano. Que infeliz engano! A vida por si só é um incalculável privilégio! É a diferença entre “tudo e nada”, entre “ser ou não ser” e entre “o real e o irreal”. Temos muitos motivos para viver felizes e satisfeitos!

O salmista fala da vida com alegria e agradece a Deus simplesmente por existir, pelo modo maravilhoso que foi formado. O ser humano é singular se comparado a todas as outras criaturas no universo. Deus nos moldou à sua imagem e semelhança. Soprou em nós o fôlego da vida. Dotou-nos de consciência e capacidade de raciocínio lógico, algo que nenhum outro ser vivo tem. Ele ainda se revela a nós, pois quer ter um relacionamento pessoal com cada ser humano e nos ensinar o propósito da nossa existência: engrandecer o Senhor em tudo o que fazemos. Por fim, dá-nos o privilégio de desfrutar de tudo o que ele é e faz!

Na leitura bíblica, vemos Deus olhando para a sua obra e constatando que “tudo havia ficado muito bom”. Isso inclui você e eu: fazemos parte daquilo que Deus chama de muito bom! Que grande privilégio é saber que nossa existência foi planejada e providenciada pelo Senhor. Essa certeza alimenta nossa saúde mental, emocional e espiritual. Não enxergar este primeiro e fundamental privilégio joga a pessoa em um vazio existencial, repleto de tristeza e desespero. Mas reconhecê-lo é o primeiro passo para a gratidão, e esta, por sua vez, produz contentamento e satisfação – mesmo em meio a problemas. – HSG

Lembre-se: Deus criou você de forma maravilhosa e ainda disse: “Ficou muito bom!”