Compartilhe em:

Img_IconeBaixar_680px

 

16 de abril de 2018

Leitura Bíblica: Hebreus 12.1-3

Corramos com perseve-rança a corrida que nos é proposta (Hb 12.1b).

N os Jogos Olímpicos modernos, uma das mais importantes competições é a Maratona Olímpica. Os atletas correm pouco mais de quarenta e dois quilômetros até alcançarem a linha de chegada. É uma corrida difícil e desgastante. Uma multidão espera nas arquibancadas, aplaudindo o primeiro a chegar. Ele será declarado o vencedor da prova e receberá a medalha de ouro.

No texto de hoje, vemos que quem vive com Deus também participa de uma corrida, a da fé cristã. Porém, no trajeto acontecem diversas situações que podem levar ao cansaço e ao desânimo: problemas pessoais, na família, no trabalho ou com amigos; perseguições; tristezas, depressão, angústia; necessidades físicas e financeiras; doenças; discussões e falta de entendimento, além da luta constante contra o pecado (nossa desobediência a Deus). São obstáculos que podem desviar a atenção dos seguidores de Jesus da corrida que lhes foi proposta.

Para alcançar a linha de chegada, o “atleta” cristão deve correr bem, deixando todo embaraço e livrando-se de tudo o que atrapalha o seu desempenho. Ele tem de dar tudo de si para ganhar o prêmio, seguindo o exemplo de vida dos “heróis da fé”, cujos nomes estão alistados no capítulo onze de Hebreus. É interessante estudar a história destes personagens bíblicos e perceber que o Deus que esteve com eles no passado é o mesmo que está com seus filhos também hoje. Além disso, os outros cristãos estão observando a vida de cada participante da corrida, orando, encorajando e desejando que todos sejam como aqueles heróis que viveram pela fé. É um privilégio participar desta maratona cuja linha de chegada é o Céu, a vida eterna ao lado de Deus. Além disso, aos vencedores foi prometida a coroa da vida (Ap 2.10), mais valiosa que qualquer medalha de ouro! – JG

A corrida é difícil e o percurso é longo, mas com a ajuda do Senhor é possível terminá-la – e bem!