share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

09 de janeiro de 2018

Leitura Bíblica: Gênesis 45.4-11

[José disse aos seus irmãos:] “Não tenham medo…” E assim os tranquilizou e lhes falou amavelmente (Gn 50.21).

Apesar de desprezado pelos seus, José acabou impedindo que sua família morresse de fome. É linda essa história quando vista como um todo, mas foi dramática ao longo dos anos, até que Jacó e seus familiares foram salvos e receberam uma nova pátria.

Tudo começou com inveja e ciúmes. Esses sentimentos também hoje ainda destroem a felicidade de muitas famílias. Basta ver as notícias na televisão. José havia sido o preferido de seu pai entre os demais onze irmãos. Estes ficaram com tanta inveja de José que deixaram o ódio dominá-los a ponto de nem conseguirem conversar com ele (Gn 37.4). Essa raiva quase fez com que matassem José, que depois acabou sendo vendido como escravo. Para encobrir isso, seus irmãos simularam a morte do irmão, e seu pai ficou desconsolado ao extremo. No Egito, José passou mais dificuldades: foi assediado pela esposa do patrão, que, para vingar-se da rejeição aos seus avanços, fez com que ele fosse preso injustamente. José ficou vários anos no cárcere. Mesmo assim, manteve-se firme e paciente em sua fé em Deus, e este, na hora certa, usou-o para salvar a vida de toda a nação e de muitos de seus vizinhos, inclusive seus irmãos e o pai. Vemos, em todos estes acontecimentos, como uma família pode ser prejudicada quando seus atos não são regidos pelo amor.

Mas a história de José também mostra como Deus pode arrumar uma encrenca familiar. Bastou que um, nessa corrente de envolvidos, agisse com amor. Quando José o fez, o caminho se aplainou. Ao confiar no amor de Deus por ele, José foi capaz de perdoar os seus irmãos, e assim todos os demais problemas puderam ser resolvidos. A tristeza do pai tornou-se em alegria, e os irmãos todos começaram uma nova vida em circunstâncias muito melhores. Esse é o caminho de Deus. – WK

Amor e perdão nunca podem faltar.