share on:
Img_IconeBaixar_680px

19 de Abril de 2020

Leitura Bíblica: Jeremias 32.26-29;37-41

Darei a eles um só pensamento e uma só conduta, para que me temam durante toda a sua vida, para o seu próprio bem e o de seus filhos e descendentes (Jr 32.39).

“Índios” é a denominação dada a uma série de grupos étnicos que, quando os colonizadores portugueses aqui aportaram, já ocupava o que hoje chamamos de Brasil. Deles, nossa cultura recebeu forte influência, como atestam numerosos vocábulos que tornam única a língua falada nesta terra.

Apesar das importantes diferenças culturais, somos todos muito parecidos, membros de uma mesma humanidade. Além do DNA que brancos, negros, orientais e indígenas compartilham, todos pertencem a uma só espécie caída que tolamente decidiu viver à revelia do Criador. As Escrituras não deixam espaço para contemporização: gente de todas as tribos, povos e raças se afastou da fonte da vida – Deus, que reina soberano, acima e além de tudo o que se considera existir. Cometemos o absurdo de nos tornar seus inimigos (com frequência nem nos damos conta disso) e assim estamos todos, irremediavelmente, destinados à destruição. No texto de hoje, Jeremias fala sobre o que seria feito a Jerusalém devido à infidelidade de seu povo. Mas o Senhor não abandonou os israelitas: ele os restauraria, assim como também pode fazer por nós. Jesus Cristo não vê diferença entre índios, brancos, negros, orientais ou mestiços; temos todos, sem distinção, o mesmo alto valor, que ele pagou na cruz.

Devota-se muito esforço a proclamar o Evangelho (que significa “boa notícia”) aos povos que ainda não conhecem Jesus, índios inclusive. Mas que boa notícia é essa, que vale tanto empenho? Que reconciliar-se com Deus e passar a viver no que as Escrituras chamam de temor do Senhor não é um favor para ele: é para nosso próprio bem. O fruto desta boa notícia certamente beneficia também os descendentes de quem crê. O amor de Deus não se limita ao aqui e agora, a esta ou aquela raça: se estende muito além em termos geográficos e de tempo. – Miguel Herrera Jr.

Deus não “vê cara”, ele vê o coração.


O Presente Diário 23 possui diversos formatos para você acompanhar o devocional todos os dias de 2020. Conheça os diversos formatos nesse link!