share on:
Img_IconeBaixar_680px

18 de Junho de 2020

Leitura Bíblica: 1 Crônicas 29.10-18

Mas quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos contribuir tão generosamente como fizemos? Tudo vem de ti, e nós apenas te demos o que vem das tuas mãos (1Cr 29.14).

Na leitura de hoje, Davi e o povo prestam culto a Deus e apresentam as ofertas levantadas para a construção do templo, onde o Senhor deveria ser adorado. Davi reconhece que toda a generosidade e voluntariedade em ofertar só eram possíveis porque o próprio Deus havia movido o coração do povo com seu amor e provido os recursos pela sua graça. Ele reconhece que o Senhor é, a um só tempo, a fonte e o alvo de toda oferta e adoração. A grandeza e a majestade de Deus são a essência e a marca dessa celebração registrada no texto de Crônicas.

Não é com essa mesma consciência que também nós devemos entrar no templo para prestar culto a Deus hoje? Assim como fez Davi, é necessário perguntar-se: “Quem sou eu para me apresentar ao Senhor para ofertar, louvar e abrir a minha boca, para lhe dirigir até mesmo uma só palavra?”

Para achegar-se a Deus de forma sincera, será preciso parar por um instante e refletir: quem sou eu? A resposta é a mesma para todos: um inimigo de Deus, que o desagrada constantemente e, por isso, está condenado a ficar longe dele. E quem Deus quer que eu seja? Seu filho! Isso só é possível por causa de Jesus, o Cristo. Assim, o culto começa quando nos humilhamos, contritos e arrependidos, na real e poderosa convicção de que estamos diante do Deus altíssimo, digno de toda reverência. A adoração continua quando brotam fé e louvor por tão grande amor e graça. Nenhum de nós estaria ali ou teria algo a ofertar se não fosse a imensa misericórdia de Deus em providenciar salvação para o ser humano. Ao entrar no templo para prestar culto, portanto, não podemos fazê-lo maquinalmente. É preciso ter o zelo de apresentar-se a Deus de forma humilde, submissa e agradecida pela graça incomparável de ser aceito e recebido. – Heloísa Oliveira Machado

Reconhecer quem eu sou e quem Deus é: aqui começa o culto verdadeiro.


O Presente Diário 23 possui diversos formatos para você acompanhar o devocional todos os dias de 2020. Conheça os diversos formatos nesse link!