share on:
Img_IconeBaixar_680px

14 de Janeiro de 2020

Leitura Bíblica: João 18.1-11

[Jesus orou]: “Meu Pai, se não for possível afastar de mim este cálice sem que eu o beba, faça-se a tua vontade” (Mt 26.42).

Pouco antes de ser preso, Jesus estava no jardim do Getsêmani, em profunda angústia, a ponto de seu suor ser como sangue. Ele orava ao Pai (veja o versículo em destaque). O que havia de tão terrível nesse cálice para que Jesus pedisse que o afastasse? Será que ele imaginou a cruz romana e isso o aterrorizou? Antecipou as chicotadas nas suas costas, a coroa de espinhos, os pregos perfurando suas mãos e a lança atravessando seu lado? Um dos significados da figura do cálice é o sofrimento (e isso já seria um bom motivo para que ele pedisse para não passar por ele), mas também há outro, que podemos encontrar, por exemplo, em Sl 75.8 e Jr 25.15-16. Nestes textos, fala-se do juízo divino contra aqueles que provocam a ira do Senhor até que ela “derrame” da taça. O que os homens fariam a Jesus não era pior que a ira contra o pecado que a humanidade receberia. Jesus beberia esse cálice em nosso lugar (o v. 11 do texto de hoje demonstra que ele fez isto com convicção).

Aquela cruz foi terrível, e como foi! Para que todo o pecado passado, presente e futuro recaísse sobre ele, além da justa ira de Deus, Jesus teve de passar também por um distanciamento do Pai. Por isso, citou o Sl 22.1: “Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste?” (Mc 15.34). Jesus não merecia aquele sofrimento, muito menos a ira e a separação do Pai, pois estes destinavam-se a todos que de fato fizeram jus a eles: eu, você, todo mundo. O ser humano poderia seguir seu curso de destruição total, sem o recebimento da graça e misericórdia, mas Jesus foi até o fim. Ele morreu no meu e no seu lugar, carregou desde o pecado de Adão até aquele último que ainda desconhecemos, levou-os na cruz e gritou: “Está consumado!” (Jo 19.30). Tudo isso para nos reconciliar com o Pai e dar a vida eterna. Você crê nisso? – Gabriel de Araújo Almeida

Jesus enfrentou o cálice do sofrimento e da ira em nosso lugar!


O Presente Diário 23 possui diversos formatos para você acompanhar o devocional todos os dias de 2020. Conheça os diversos formatos nesse link!