share on:
Img_IconeBaixar_680px

29 de Outubro de 2019

Leitura Bíblica: 2 Samuel 24.18-25

Não oferecerei ao Senhor, o meu Deus, holocaustos que não me custem nada (2Sm 24.24b).

O rei Davi inventou de fazer um recenseamento do povo de Israel; no entanto, o relatório do seu comandante mostra que o interesse do rei não era saber quantas pessoas estavam sob seus cuidados, mas qual era a sua força militar – e essa confiança no poder humano desagradou ao Senhor. Davi até caiu em si e reconheceu o seu pecado, mas teve de se submeter à disciplina de Deus. Por meio de um profeta, o Senhor lhe deu a opção de escolher um de três castigos propostos: três anos de fome no país, três meses de ataques de adversários ou três dias de praga. Davi optou pela última alternativa.

Depois que dezenas de milhares de pessoas tinham morrido, o Senhor instrui Davi a oferecer um sacrifício na propriedade de um cidadão chamado Araúna, que colocou à disposição do rei tudo o que ele precisaria para isso: terreno, bois e lenha. Mas Davi não quis aceitar a generosidade de Araúna, não por orgulho, mas por ter consciência do quanto o perdão de Deus valia para ele (veja o verso em destaque).

Ao analisar essa situação, penso que calha bem a expressão “não pedir esmola com chapéu alheio”. Para Davi teria sido muito fácil oferecer o sacrifício com o que Araúna tinha oferecido. Mas Davi sabia que a questão a ser resolvida era entre ele e Deus somente – não deveria haver interferência de outra pessoa, por mais bem-intencionada que fosse.

Quando algo não nos custa nada, ou muito pouco, facilmente acabamos não dando o devido valor àquilo. Nossa tendência é valorizar o que nos custa um preço alto, desprezando o que sai barato. Por isso, corremos um enorme risco em relação à salvação que Deus nos oferece: ela é de graça – pelo menos para nós: “Vocês são salvos pela graça… e isto não vem de vocês, é dom de Deus” (Ef 2.8). Para Deus, no entanto, não há nada que tenha custado mais: foi necessário o sacrifício de seu próprio Filho, Jesus Cristo. – Mário Miki

É preciso valorizar cada dia o alto preço que o Senhor Jesus pagou por nós na cruz.


O Presente Diário 22 possui diversos formatos para você acompanhar o devocional todos os dias de 2019. Conheça os diversos formatos nesse link!

Você também pode baixar o aplicativo disponível para iOS e Android.