Compartilhe em:

Img_IconeBaixar_680px

 

14 de março de 2018

Leitura Bíblica: Ester 6.6-13

Deus se opõe aos orgu-lhosos, mas concede graça aos humildes. Portanto, humilhem-se debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele os exalte no tempo devido (1Pe 5.5b-6).

Q uando o rei persa Ciro autorizou o retorno dos judeus da Babilônia para Jerusalém, nem todos aproveitaram a chance. A história de Ester acontece depois deste decreto, da ida do primeiro grupo a Judá e antes da viagem dos grupos de Esdras e Neemias. Além disso, o relato mostra que ainda havia muitos judeus na Pérsia. Embora não cite o nome do Senhor, vemos nos acontecimentos descritos que Deus continuava agindo de acordo com suas promessas de preservar seu povo se este lhe fosse fiel.

Na corte do rei Xerxes (ou Assuero), o homem mais poderoso depois do soberano era Hamã, alguém extremamente orgulhoso e arrogante. Os oficiais do palácio tinham de curvar-se diante dele quando ele passava. Só Mardoqueu, primo da rainha Ester, que aparentemente também trabalhava no palácio, recusava-se a fazê-lo. Hamã ficou furioso quando descobriu isso, e começou a planejar uma vingança – não só contra o próprio Mardoqueu, mas para atingir todo o povo judeu. No entanto, Mardoqueu tinha livrado o rei de um atentado, e o rei quis honrá-lo por sua atitude. Na dúvida sobre como fazer isso, ele consultou Hamã – e o resto da história está na leitura bíblica de hoje.

A principal lição que podemos tirar desse breve relato é: Deus humilha a quem se exalta e exalta a quem se humilha. Tanto Hamã como Mardoqueu exemplificam essa verdade. O primeiro foi humilhado neste episódio (e mais tarde acabou morrendo na forca que ele mesmo tinha preparado para seu rival – Et 7.10). Já o fiel e humilde Mardoqueu foi preservado e por fim recebeu do rei uma posição de total autoridade e grandeza (Et 10.1-3).
Qualquer “benefício” que a pessoa imagine receber por ser orgulhosa é passageiro. É muito melhor manter-se humilde e contar assim com a graça de Deus, que é o maior presente que podemos receber. – INS

“O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda” (Pv 16.18).