share on:

16 de Abril de 2019

Vox populi, vox Dei”. Essa expressão latina quer dizer: “Voz do povo, voz de Deus”.

A voz do povo reflete as necessidades e interesses do povo. A voz dos acontecimentos reflete a realidade da ética e da justiça. Agora, a voz de Deus reflete as necessidades e interesses de Deus.

Reconhecer a voz de Deus através da pessoa de Cristo Jesus é descobrir que o caráter divino vem se revelando gradualmente através da narrativa bíblica, da história. Ali você percebe que Deus não fala com a força, mas com o convite amoroso e a disciplina santa. É na fraqueza humana que Deus Pai se manifesta para que fique claro que foi Ele quem agiu.

É comum acreditarmos que quando todos os fatos são favoráveis e os obstáculos são removidos com facilidade, trata-se da “voz de Deus”. Na verdade, a “voz das circunstâncias” não é a “voz de Deus”. A corrupção, a manipulação, a intimidação, pervertem pessoas e os caminhos fáceis ficam com aparência de providência.

O ser humano facilmente acredita que é a multidão que move Deus e Seus propósitos. Muitas pessoas orando, muitas pessoas pedindo, muitas pessoas agindo. Todas essas expressões podem funcionar entre os seres humanos, na política. Com Deus é diferente. Sua vontade é soberana.

Deus sempre fala através de pessoas que Ele escolhe e que confirma Sua Palavra e expressam o Seu caráter. Antigamente era através dos profetas judeus, porque a ação salvadora de Deus vem dos judeus. Mas agora, nos últimos tempos, Deus nos fala através de Seu Filho, Cristo Jesus a quem constituiu o herdeiro de todas as realidades.

É através da pessoa de Jesus que você ouve a voz de Deus, que você conhece o caráter divino. Deus declarou que Jesus é seu Filho amado e que todo ser humano deve ouvir, atender, obedecer, crer nEle. Por esta razão é fundamental que você conheça a Deus através do que Jesus revela. Somente Cristo Jesus é hoje a voz de Deus para a salvação, para a reconciliação, de todo aquele que o escuta.


Esta mensagem responde á pergunta: Em que consiste a “voz de Deus”?
Aplicação para a sua vida: Verifique o quanto de sua prática religiosa é fruto de obediência a costumes e tradições religiosas e quantas são expressões de sua obediência consciente ao Senhor Jesus.


Hebreus 1:1-2 Esta carta exorta os novos cristãos a não observarem mais rituais e cerimônias tradicionais, pois, em Cristo, eles já foram cumpridos. Pouco antes do no ano 70 d.C. quando Templo em Jerusalém foi destruído pelos romanos.
João 5:25 Escrito entre 80-90 dC pelo apóstolo João no estilo é reflexivo e cheio de imagens e figuras organiza sua mensagem enfocando sete sinais que apontam para Jesus como Filho de Deus.