share on:

19 de Outubro de 2020

Quando eu olhava para os aviões no céu, imaginava que eles tinham toda liberdade. Então soube que cada avião trafega em rotas de altitudes e direção específica, como que “avenidas” no ar. Sim são as rotas aéreas. 

Alguém me disse que os seres humanos não têm livre arbítrio. Ele me disse que somos escravos da nossa genética, do nosso passado, das leis, da nossa biologia, da história do nosso povo, das pessoas à nossa volta, e mesmo do nosso cérebro.  Diria que somos uns 5% livres, e isso ainda é ser muito otimista. A maior parte das pessoas nem consegue ter fome por muito tempo, nem consegue ter uma só opinião. A maior parte de nós nem é 0,00001% livre.

Aquela pessoa continuou dizendo que temos muito pouco livre árbitro, e o que temos tende a ser tão mal utilizado que é uma vergonha o que fazemos a nós mesmos. Perder tempo vendo telenovelas ou assistindo um jogo? Com ter livre em relacionamentos tão cimentos? Com ter livre arbítrio com a educação deplorável? E com álcool e droga então?  Para isso é mesmo melhor nem ter nada. Os seres humanos não utilizam nem 1% do direito. A vida é como é, e há que aceitar isso.  Sempre seremos escravos de milhões de fatores que nunca jamais vamos poder controlar. Mesmo que você seja a pessoa mais inteligente do mundo, você está super limitado.”

Essa pessoa tem muita razão, pois é o medo que tira a liberdade. Vejo como o medo e o amor limitam o exercício da liberdade. O amor abre mão da própria liberdade para beneficiar o ser amado. Por isso Jesus disse: Se, pois, o Filho de Deus libertar você das amarras do medo, então você  será, verdadeiramente será livre para viver o amor divino, consigo, com o próximo e com o próprio Deus e Pai de Cristo Jesus.[1] O amor respeita o livre arbítrio próprio e do próximo.[2] Por isso a justiça procura  regular os limites do respeito do ser humano.

Exerça seu livre arbítrio no amor de Deus revelado por Cristo Jesus. Nele há justiça, santidade e afeto.[3] então você usará muito bem de liberdade que tem.


Esta mensagem responde à pergunta: Como viver devidamente o livre arbítrio?

Tarefa para Hoje: Faça um inventário, uma avaliação se o seu livre arbítrio é limitado pelo medo ou pelo amor divino. Então você compreenderá o caminho que percorre nessa vida.


Notas

¹ [20] João 8:34-36 “Por isso Jesus disse: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” 

² [21] 1 João 4:18,19 “No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor. Nós amamos, porque ele (Deus) nos amou primeiro.”

³ [22] 1 Coríntios 13:4-7 “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.