share on:

27 de Junho de 2020

Você já ouviu aquele dito popular que diz assim: “O trabalho dignifica o ser humano”? O que você, particularmente pensa a respeito do trabalho? É muito comum pensamos no trabalho apenas na correspondência do dinheiro necessário para viver. Então você está em uma das duas posições com respeito ao trabalho: ou é o empresário ou é o trabalhador. Na antiguidade havia o escravo, o servo e o senhor. O trabalho regula o relacionamento entre o patrão e o empregado. Mesmo quem trabalha por conta sabe que os clientes são, na realidade seus “patrões”. O trabalhador sabe que seu trabalho vale pelo que recebe do seu patrão. Estão aí seres humanos em posições diferentes que precisam aprender a cooperar um com o outro. Uma precisa do outro.

O sonho humano é ser deus, ou um ser semelhante que apenas manda e exige. Assim os seres humanos lutam entre si para serem tratados como Deus. O patrão acredita que humilhando o empregado assegura sua “divindade econômica”. O trabalhador acredita que pode destruir o patrão e tornar-se um “deus como ele”. Aí está uma referência de luta para esses seres humanos separados em duas classes.

Na narrativa bíblica você encontra a seguinte orientação: “E vocês, escravos, servos, fornecedores, obedeçam aos vossos empregadores, compradores aqui na Terra, executando conscienciosamente as vossas tarefas, com respeito e temor, como se fosse para Cristo. Trabalhem bem; não o façam só para agradar aos patrões, quando estes estiverem olhando para vocês, mas antes como trabalhando para Cristo e como quem está a executar de coração a vontade de Deus; sabendo também que cada um receberá do Senhor a recompensa por todo o bem que fizer, quer se trate de escravo ou livre, empregado ou autônomo”17 Para os patrões, compradores, empresários a orientação segue assim: E vós, senhores, patrões fazei o mesmo para com seus empregados, servos, fornecedores, deixando as ameaças, sabendo também que o Senhor deles e vosso está no céu, e que para com Ele não há acepção de pessoas.”18

Essa é a direção em que a fé cristã atua na reconciliação dos seres humanos entre si e com Deus Pai, pela fé de Cristo Jesus. Assim está claro para você?

Esta mensagem responde à pergunta: Como encarar a luta entre patrões e empregados diante de Deus Pai?

Tarefa para Hoje: A fé de Cristo Jesus é uma decisão pessoal de cada um seja empregado ou patrão. Essa é a base divina para o aqui e o agora.

17 Efésios 6: 5-8 Carta do apóstolo Paulo escrita aos cristãos na cidade de Éfeso por volta de 62-63 d.C. enfatiza é o propósito eterno de Deus: Jesus Cristo é a cabeça da Igreja, que é formada a partir de muitas nações e raças. 18 Efésios 6:9 Ibidem