share on:

02 de Dezembro de 2019

Muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender!” Esta é a música de fundo em muitos anúncios no final do ano. A saúde é o bem maior para nós. Como volta e meia se ouve de algumas pessoas: “-Tendo saúde tudo está bem, porque do resto a gente vai atrás, certo?”

Qualquer pessoa precisa de um mínimo de saúde para trabalhar. Sem aprovação no exame médico de uma empresa você não será incorporado no quadro de funcionários.

Com saúde você até consegue emprego. Com dinheiro, nem sempre você consegue sua saúde de volta. Quando você trabalha converte tempo e energia em atividades que rendem dinheiro. Será possível dizer que você “vende” saúde quando isso acontece?.

Com saúde você pode investir em ajuntar mais dinheiro, conforto ou investir em pessoas, em relacionamentos que dignificam o próximo. Quando você investe seu tempo, suas energias, sua saúde cuidando apenas do que interessa a você, a esta vida aqui, na medida em que vai perdendo a saúde vai perdendo tudo. Acabará com nada. Esse é um grande prejuízo, uma enorme perda.

Quando você utiliza sua saúde, trabalhando com Deus, motivada ou motivada pelo amor a Deus, Jesus diz que você terá uma saúde eterna2. Isso é mais que uma mera “saúde de ferro”. Trata-se de uma saúde que ainda que tocada pela morte não é destruída3 porque há ressurreição na vida com Deus Pai. Esta saúde se refere a um tipo de relacionamento com Deus Pai que torna usa vida preciosa aos propósitos divinos.

Quem morre, por mais rico que seja nesta vida, não leva o dinheiro, a fama e poder que tem. Mas quem morre depois de ter vivido a saúde que Deus dá, não será retido pela morte. Esta saúde não dá pra vender. É desta saúde que sua existência precisa. Esta saúde é chamada no relato bíblico bíblia de salvação, reconciliação e comunhão com Deus Pai.!

Resposta a pergunta: Qual saúde é real?

Tarefa para hoje: Sua saúde não pode ser trocada apenas por dinheiro, mas por uma existência que glorifica a Deus Pai.

2 Marcos 8: 35 Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa e pelo evangelho, a salvará. João 11: 25 Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” Os fundadores da Igreja declaram que o Evangelho de Marcos foi escrito depois da morte de Pedro, que aconteceu durante as perseguições do Imperador Nero. A maior parte das evidências sustenta uma data entre 65 e 70 dC. 3 João 11: 25 Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?” Este evangelho escrito entre 80-90 dC pelo apóstolo João no estilo é reflexivo e cheio de imagens e figuras organiza sua mensagem enfocando sete sinais que apontam para Jesus como Filho de Deus.