share on:

25 de Maio de 2019

Sua esposa já apresentou a você a ideia de adoção? E em princípio você disse não. “…nem pensar… Se filhos naturais já dão trabalho o que não será com filho por adoção. E depois nunca se sabe como será a criança…”

Cada um desses temores são perfeitamente compreensíveis, mas não podem orientar você em uma decisão. Esse conceito já formado certamente é fruto de apenas uma experiência. No entanto você pode ter outra experiência. Para você não apenas encarar esses temores, mas ter uma compreensão de suas reais possibilidades para a adoção, precisa de informação. A informação não vai comprometer você com a obrigação de adotar, mas vai lhe dar maior liberdade para a decisão, percebe?

É claro que você precisa de preparo. Tanto o casal ou o candidato, candidata a adoção quanto a criança precisam se preparar para firmar um relacionamento familiar através da adoção. A falta de entendimento desse processo pode comprometer as boas intenções e esforços de muitos casais. Procure inicialmente conversar com quem passa pela experiência de ter filhos através da adoção. Oriente-se com quem passou pelos caminhos legais da adoção. Por esta razão recomendo a você que tenha coragem para conversar com pais que tiveram sucesso na adoção.

É preciso ter em mente que o próprio Deus e Pai de Cristo Jesus recebe como filho por adoção aquele que coloca a confiança em Cristo Jesus. Sim, o pecador perdoado por Deus tem sua história, seus antecedentes, mas é recebido por Deus como filho, como filha. Esta é uma razão muito significativa para cada cristão. Quem tem uma experiência real com Deus pela fé em Cristo Jesus, não toma decisões ou avalia a realidade orientado pelo medo. Decisões tomadas sob o patrocínio do medo não tem bases para enfrentar os desafios de qualquer situação. É o amor que nos permite encarar os desafios da vida com ousadia, alegria. Isso só é possível quando o coração humano recebe o testemunho íntimo de ter Deus o Criador como Pai, como Jesus ensina.

Se você não tem as condições básicas para ser um pai ou mãe por adoção, pode apoiar aquelas famílias constituídas legalmente através desse caminho. Isso também é benção divina.


Esta mensagem responde á pergunta: O que você pensa a respeito da adoção?

Aplicação para a sua vida: Reavalie seus conceitos a respeito da adoção conversando com pessoas que tem também experiências positivas com a família constituída deste modo.


Romanos 8:15 “Pois vós não recebestes um espírito que vos escravize para andardes, uma vez mais , atemorizados, mas recebestes o Espírito que os adota como filhos, por intermédio do qual podemos clamar: “Abba, Pai!” 16O próprio Espírito testemunha ao nosso espírito que somos filhos de Deus. 17Se somos filhos, então, também somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se realmente participamos dos seus sofrimentos para que, da mesma maneira, participemos da sua glória.
1 João 4:18 “No amor não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor.“