share on:

27 de Maio de 2020

Você já reparou na expressão: “Bem aventurado os pobres de espírito…”?
Aparentemente é esquisito juntar a palavra “bem aventurado”, feliz a “pobre”? Até existe o ditado de que “dinheiro não traz felicidade”, mas daí dizer que os pobres são felizes, não parece um exagero? Essa expressão usada por Jesus13 indica que a bem aventurança, a felicidade, está em se reconhecer pobre, sem recursos.

A consciência da pobreza fica geralmente evidente quando se enfrenta um problema ou situação, sem solução, por falta de recursos humanos, financeiros e morais. Quando já se tentou tudo e nada deu certo. Nesse momento em que só se poderia decretar falência é que a certeza de ser pobre pode mudar completamente a situação. Melhor, a vida! Porque é quando as possibilidades humanas se esgotam que você está pronto para reconhecer e aceitar a atuação divina.14

Reconhecer que não se é autossuficiente, que se é pobre é uma consciência necessária á percepção humana. É o mesmo que se dar conta da ausência de justiça e saúde que caracterizam a natureza humana. Por isso não foram os justos chamados ao arrependimento, mas os pecadores15. E que não são as pessoas saudáveis que precisam de médico mas as doentes.

A expressão “bem aventurança é melhor compreendida quando você a substitui por: “Deus tem em alta conta”. Deus tem em alta conta os que aceitam a realidade a seu próprio respeito. Sem o reconhecimento da pobreza do pecado e da doença, não há riqueza, salvação ou cura possível. O princípio de uma vida bem aventurada, é de alguém que tem a felicidade de “Deus te-lo, te-la, em alta conta”. É alvo da atenção divina ao reconhecer o fim das tentativas de viver, apenas para si, apenas para os próprios recursos, sem recorrer a graça de Deus através de Cristo Jesus.

Então você é pobre? “Deus tem você em alta conta? Vamos prepare-se para a mudanças divinas na sua vida!

Esta mensagem responde à pergunta: O que você entende pela expressão “bem-aventurado”?

Tarefa para Hoje: Ao reconhecer sua condição de “pobre de espirito” experimentará a suficiência divina para suas esperanças e expectativas divinas.

13 Mateus 5:3 “Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus” Mateus o coletor de impostos, desprezado pelos judeus, mas discípulo de Jesus é nome do primeiro livro do Novo Testamento. Escrito por volta de 60-65 d.C. mostra que Jesus é o Messias esperado pelos judeus e que traz o Reino de Deus 14 Mateus 23:27“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que, por fora, se mostram belos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia!” Ibidem 15 Marcos 2: 17 “E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento” Os (Pais da igreja) fundadores da Igreja declaram que o Evangelho de Marcos foi escrito depois da morte de Pedro, que aconteceu durante as perseguições do Imperador Nero. A maior parte das evidências sustenta uma data entre 65 e 70 d.C.