share on:

18 de Abril de 2019

Você já recebeu algum atendimento por alguém que estava com má vontade? Que desafio, não é? Você nota como ela não deseja estar ali, servindo você, realizando o trabalho para o qual ela está recebendo o salário. A má vontade é assim: não tem alegria no que faz. Age de modo a demonstrar que você está atrapalhando a vida dela. Quem não gosta de perceber que o outro tem boa vontade em lhe atender.

Pois é, por falar nela, ai está: a boa vontade. A boa vontade traz consigo a alegria o interesse no trabalho que presta. Quando você recebe atendimento dado por quem tem boa vontade isso valoriza seu desejo, sua necessidade. As tarefas realizadas com uma vontade vêm com de afeto, alegria, valorização do seu tempo, do seu esforço e na satisfação do outro a quem você serve.

Com quais atividades hoje você conta com sua boa vontade para desempenha-las? Agora, você tem aquelas atividades que você faz, mas lhe custam muito mais. Você até consegue esconder sua má vontade, mas ela está lá. Pela sua maturidade você já aprendeu que sua vida precisa incluir as tarefas e responsabilidades que não contam com sua boa vontade.

Existem tarefas que realmente lhe esgotam, contrariam. Algumas lhe deixam na humilhação. Sim elas atrapalham sua agenda. Se, no entanto, você realiza-as como expressão do amor por alguém, então a boa vontade tem oportunidade de motivar você. Quem é o ser capaz de motivar você a encarar cada tarefa sua como expressão do afeto que os une?

Sim o Deus e Pai de Cristo Jesus. O afeto que os une permite que até mesmo você, comendo ou bebendo, amando o inimigo serão atividades desenvolvidas com boa vontade. Essa questão é séria e profunda. Tire o dia para considerar suas experiências com a sua boa e a má vontade. Ou você está sem vontade de fazer isso hoje? Então guarde essa verdade: Deus Pai tem boa vontade para com você! Esse é o ponto de partida. Você pode amá-lo porque Ele amou você primeiro!


Esta mensagem responde á pergunta: Como encarar a boa vontade ou a má vontade?
Aplicação para a sua vida: Identifique sua fonte de boa vontade e de má vontade e conheça a chave para transformar a má vontade em boa vontade.


Coríntios 10:31 “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” Entre 55 a 57/ o Apóstolo Paulo d.C. responde a 10 questões enviadas pelos cristãos na cidade de Corinto: espírito sectário, incesto, processos, fornicação, casamento e divórcio, ingestão de alimentos oferecidos a ídolos, uso do véu, a Ceia do Senhor, dons espirituais e a ressurreição do corpo.
Mateus 5:41 “E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” Os fundadores da Igreja declaram que o Evangelho de Marcos foi escrito depois da morte de Pedro, que aconteceu durante as perseguições do Imperador Nero. A maior parte das evidências sustenta uma data entre 65 e 70 d.C.