share on:

12 de Fevereiro de 2020

O que ocorre á sua mente quando vive nessa semana a campanha contra o alcoolismo? O alcoolismo consiste no consumo prejudicial do álcool. Cerveja, bebidas alcoólicas destiladas se constituem em uma armadilha para o consumo compulsivo, sem controle. Bebem descontroladamente se estão alegres ou se estão tristes. Esse consumo sem controle vai causando, perdas da capacidade profissional, do compromisso social, da responsabilidade pessoal. A pessoa entorna-se então um “alcoolista”. Esse descontrole já está catalogado no cadastro internacional de doenças de saúde, da Organização Mundial da Saúde – OMS sob o código CID 10. Ali você encontra os códigos relativos à classificação de doenças, como o alcoolismo e de uma descrição da grande variedade de sinais, sintomas, aspectos anormais, queixas, circunstâncias sociais e causas externas para ferimentos ou doenças. A causa da doença conhecida como Corona virus, que surgiu na China e colocou o planeta em alerta, está catalogada comoCID 10 B34.2 – Infecção por coronavírus.

O Alcoolismo tem o código CID 10 e as diversas modalidades de doenças ou disfunções causadas pelo uso descontrolado. O alcoolismo conta com 10 categorias com o código F01 até F19. Então o alcoolismo não meramente uma falta de vergonha, falta de força de vontade, mas uma doença. Doença, crônica, progressiva e fatal. O único senão é que essa doença tem tratamento. Para os alcoolistas, o desejo de beber e a vulnerabilidade ao uso descontrolado do álcool é incurável. Diante dessa realidade é bulling instigar, desafiar, provocar um alcoólatra em tratamento ou um dependente químico a beber qualquer quantidade de bebida alcoólica. Consciente dessa realidade você precisa apoiar a sobriedade de cada pessoa á sua volta. Se você não tem esse problema com o álcool então não provoque, nem tente alguém que lhe diz que não vai beber ou que não pode beber.

A espiritualidade cristã não proíbe o consumo do álcool, no entanto adverte do perigo do uso descontrolado comprometendo a sobriedade, uma das condições cardeais da intimidade com Deus Pai pela fé de Cristo Jesus.3 “Tudo é permitido, mas nem tudo convém” esse é um princípio da espiritualidade cristã que exige de cada uma atitude consciente e pessoal. Você já a tem firmada a sua convicção a respeito?

Esta mensagem responde à pergunta: Como o cristão pode encarar com sobriedade o uso das bebidas alcoólicas?

Tarefa para Hoje: Considere o que o relato bíblico comenta a respeito das bebidas fortes e alcoólicas para a sobriedade do cristão. Tome e viva sua posição sem impo-la a outros.

3 Timóteo 3: 2 “É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar; 3não deve ser apegado ao vinho, nem violento, mas sim amável, pacífico e não amante do dinheiro.“