share on:

04 de Junho de 2019

Quem não vem a Deus pelo amor vem pela dor”. Você já disse isso? Você ouviu esse ditado? Essa alegação revela que ou você vem por bem, ou vem por mal, mas você vem. Essa é uma calunia demoníaca. Uma mentira
sem precedentes. Todo o evangelho de Cristo Jesus revela como é com o amor divino pela raça humana que Deus busca atrair o ser humano pecador, rebelde, incrédulo.

As mudanças motivadas pelo medo podem ser muito uteis. As transformações operadas pelas tragédias, prejuízos não restauram a dignidade humana como Deus nos criou. O conhecimento do certo e do errado, do bem e do mal, são próprios da tragédia humana produzida pelo pecado, pela rebelião contra Deus.

Se você tem alguma noção da narrativa bíblica sabe que Deus colocou diante do ser humano a Arvore da Vida juntamente com muitas outras arvores e também a Arvore do Conhecimento do Bem e do Mal. A vida
é uma experiência maravilhosa, mas a morte é terrível. Quem se orienta apenas pelo “certo e errado” decreta a morte da intimidade com Deus Pai, da vida.

O ser humano já está em uma condição desesperadora nesse mundo e era onde a maldade faz parte da existência. Somente a bondade divina nos mantem com vida nessa era de injustiça, criminalidade que o ser humano esperava controlar e ser como Deus. Por isso aquele que ouve a voz de Cristo Jesus pode retornar a comunhão com Deus Pai para viver nessa era na intimidade com Deus Pai.

Não podemos negar que o sofrimento nos ajuda e perceber a real condição da própria humanidade. O sofrimento até empurra muita gente para a igreja, para a religião. Mas o que transforma o relacionamento do pecador com o Deus Santo não é o sofrimento, mas o amor que o Espírito Santo derrama no íntimo do ser humano. O sofrimento pode testar esta transformação, mas não a produz.

Mantenha essa verdade na sua mente: É o amor de Deus que nos constrange a voltar para Ele pela fé de Cristo Jesus.


Esta mensagem responde á pergunta:O que muda a disposição de Uma pessoa para com Deus?

Aplicação para a sua vida: E o amor de Deus que constrange o coração humano e muda seu relacionamento com o Criador.


Coríntios 5:14-15 “Porquanto o amor de Cristo nos constrange, porque estamos plenamente convencidos de que Um morreu por todos; logo, todos morreram. E Ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou” Segunda carta do apóstolo Paulo aos cristãos na cidade grega de Corinto no outono de 55,56 ou 57 depois de Cristo defendendo sua autoridade apostólica e apontando os falsos apóstolos na igreja daquela cidade. ”