share on:

10 de Dezembro de 2019

Uma jovem senhora me contou como ficou irritada, aborrecida quando um casal de namorados adolescentes, dependentes químicos, desempregados, que vive as custas dos parentes foi incluído no Amigo Secreto. Nas festividades do final do ano daquela família, insatisfações como essa não são raras. Certamente essa senhora aprova a inclusão social. Si, pessoas com diversos tipos de deficiência precisam ser incluídos no cotidiano. Por isso as calçadas e prédios precisam ter vias de acessibilidade. Os telefones na estrada também precisam permitir que deficientes auditivos comuniquem ocorrências de tráfego. Enfim você certamente tem uma lista maior de acessibilidade listados na sua mente.

No entanto a Inclusão social consiste no conjunto de ações e providências que garantem a participação igualitária de todas as pessoas na sociedade, independente da classe social, da condição física, da educação, do gênero, da orientação sexual, da etnia, entre outros aspectos. Então quando você considera a possibilidade de excluir alguém da oportunidade de convivência, de encontros e festejos precisa avaliar se pratica a exclusão social.

Aquela minha amiga logo reconheceu o seu lapso e se arrependeu. Aquele casal já excluído pela opção de vida, pela marginalidade na venda de drogas proibida, vivendo as custas dos parentes precisava dessa oportunidade para manter o que ainda resta do vínculo familiar. Você e eu sabemos que a inclusão social é um grande desafio para cada um de nós. Não podemos obrigar e incluir quem não quer ser incluído, no entanto precisamos de discernimento para efetuar uma inclusão que realmente faça participante aquele que tem alguma limitação.

O preço pessoal da inclusão precisa alcançar até mesmo quem é inimigo seu ou nutre alguma inimizade com você14. É claro que há limites a serem identificados e respeitados. Por isso a espiritualidade cristã tem no seu DNA um caminho de inclusão não apenas social, mas a prática da espiritualidade cristã.15

Note como crer em Cristo Jesus é mais que meramente praticar uma religião. Trata-se de uma base divina para o relacionamento humano. Esta inclusão aberta a quem precisa e deseja. É oferecida a condição de receber a adoção na família divina a quem não tem condições nem direito, mas precisa. Essa é a base da verdadeira inclusão social e cristã.

Resposta a pergunta: Em que consiste a inclusão social?

Tarefa para hoje: Avalie com calma o que você precisa ajustar na sua vida e mente a mudanças necessárias para participar da inclusão social e espiritual cristã.

14 Mateus 5:43-45 “Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus; Porque faz que o seu sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos.” 15 Hebreus 12:12-15Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas, e os joelhos desconjuntados, E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado. Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.