share on:

18 de Junho de 2020

O Brasil recebeu vários grupos de migrantes durante sua história até hoje. Os imigrantes eram estrangeiros aqui. Traziam costumes e conhecimentos diferentes. Aqui seus filhos cresceram. Japoneses, italianos, alemães, poloneses, europeus africanos e outras etnias formaram com os indígenas essa nação gigantesca.

Imagine o desafio de cada um desses grupos no aprendizado da convivência. As condições de chegada aqui foram das mais variadas. Como nativos, escravos, empreendedores, religiosos, realeza. Aqui contribuíram para a construção de uma nação rica em culturas, em habilidades e até em recursos naturais. No entanto o processo de se tornar um só povo ainda não terminou. Muitos ainda se sentem estrangeiros pois são diferentes nos traços étnicos, nos traços culturais, nas habilidades profissionais. E quando nasceram aqui falam o português do Brasil, são de fato brasileiros.

A narrativa bíblica cristã dá destaque a recepção dos estrangeiros.22 Não lhes negar a justiça, acolhe-los para que vivam dentro das leis do nosso país em paz e com justiça. Aprender a aceitar quem é diferente em algum aspecto da existência é a condição básica para ser humano. Jesus apresentou as boas novas do evangelho para cada ser humano, venha ele de onde vier, tenha a cultura que tiver. É na conivência justa, amorosa que criamos a identidade de um povo que vive nesse país chamado Brasil.

Certamente você tem alguma razão para sentir-se inferior ao próximo á sua volta. Você não é inferior, mas com diferenças enriquecedoras mútuas.23 Não se deixe impressionar pelo seu tipo de cabelo, cor de sua pele e aparência física. O Criador nos fez assim uma só raça, mas com diferenças enriquecedoras para a convivência. Por essa razão o amor é mais que sentimento, mas um compromisso de cuidado e respeito pelo próximo, até mesmo pelo inimigo. Já pensou? Esse é o Deus e Pai de Cristo Jesus. Você precisa conhecê-lO para amá-lO e fazê-lO conhecido entre os que estão a sua volta.

Esta mensagem responde à pergunta: Qual é a implicação da imigração para a espiritualidade da fé de Cristo Jesus?

Tarefa para Hoje: Começando por você avalie as raízes migratórias na sua constituição física, social e cultural e viva louvando a Cristo pela riqueza que a imigração trouxe para a cultura nacional.

22 Rm 12,13 nos exorta “praticai a hospitalidade”. O termo grego traduzido em português por “hospitalidade” é philoxenia, uma combinação de duas palavras: philos, que significa “amar alguém como a um amigo ou irmão”, e xenos, que significa estrangeiro (estranho) ou imigrante (o estrangeiro residente). https://domtotal.com/noticia/1079133/2016/09/a-verdadeira-hospitalidade-biblica-amar-os-imigrantes-os-estranhos-e-os-inimigos/ 23 Tiago 2:8-9 “…se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis. 9 Mas, se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado e sois redarguidos pela lei como transgressores.”