share on:

14 de Agosto de 2019

Você já viu quantos muros e fachada das casas estão pichadas. Algumas letras você não entende. Outras estão com frases possíveis de você entender. Outro dia, ao passar em uma esquina encontrei as seguintes palavras no muro: “Não seja minha sombra, não se torne minha imagem”. Quem escreveu aquele recado temia que alguém ficasse tão próximo dele a ponto de tornar-se semelhante a ele. Talvez ele desejasse manter a originalidade de sua pessoa, sem ninguém copiando-o. Ou será que não desejava alguém tão próximo, como uma sombra, invadindo sua privacidade? Uma realidade me chamou atenção. Essa proximidade cria vínculo, compromete, revela. Vivemos um tempo onde se valoriza muito a individualidade. Por outro lado muitas pessoas sentem-se órfãs e buscam alguém para seguir, para servir de referência, de baliza para valores profissionais, éticos, fama e poder. A tragédia em muitas vidas acontece quando você segue seres humanos ignorando suas próprias capacidades, sua originalidade como pessoa.

Por mais original que você queira ser, estamos constantemente vê copiando, identificando-se com outras pessoas. Então não estranhe se repentinamente perceber que alguns valores de sua vida formam como que uma colcha de retalhos com pedaços colecionados de tantos outras pessoas que admira.

Quando Jesus lhe diz: “Siga-me”, Ele não teme que você seja sua sombra. O alvo divino é que você seja exatamente transformado, transformada a semelhança de Cristo Jesus no relacionamento com Deus Pai. O alvo do Espírito Santo de Deus é nos tornar semelhantes ao Senhor Jesus. Por esta razão Jesus diz: “Se vós permanecerdes em Mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito”.

A dependência, a identificação de quem segue a Jesus, não de modo aparente ou filosófico, mas intimamente, na comunhão com Deus, não é mera sombra, mas luz para o mundo e sal para a terra. Torna-se discípulo de Jesus Cristo é ir muito além de frequentar alguma religião, mas tornar-se um canal divino da graça, do amor e do poder de Deus neste mundo cheio de aflições. Isso é ser luz do mundo, sal na terra! Por isso Jesus hoje lhe diz: “Segue-Me”!


Aplicação para sua vida: Ao ouvir o chamado de Jesus para segui-lO não tema tornar-se um discípulos, que viva á Sua sombra!

Esta mensagem responde a pergunta: Quais as implicações de seguir alguém e ser um discípulo?


João 15:7 Este evangelho escrito entre 80-90 dC pelo apóstolo João no estilo é reflexivo e cheio de imagens e figuras organiza sua mensagem enfocando sete sinais que apontam para Jesus como Filho de Deus.
Mateus 5:13-15Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.