share on:

13 de Setembro de 2020

Pronto você percebeu que ofendeu uma pessoa! Você percebe que passou de um limite íntimo de justiça, que você realmente errou. Não foi a expressão do rosto do outro que levou você a essa constatação. Foi algo no seu íntimo. 11

A motivação básica do arrependimento e a busca por perdão não é providenciar algum alívio para sua consciência. O desejo no arrependimento é buscar por restauração do relacionamento com quem você ofendeu. Segundo: se você fica comparando seu erro com erros piores, não dá o devido valor ao erro que VOCÊ COMETEU. Se você deseja reatar seu relacionamento com quem ofendeu precisa arrepender-se. O arrependimento põe no foco não apenas o que você fez, mas os valores, sua forma de pensar que se materializaram naquele erro. É esse foco que guiará você não em meramente pedir perdão, mas assumir responsabilidade pelo fato, a ponto de pensar e agir diferente, na medida de suas possibilidades. Agora se você acredita que não errou, tanto assim, que nem foi tão grave, não dá credibilidade á sua própria consciência. Isso é colocar em perigo de tornar sua consciência insensível.

É maravilhoso saber que a pessoa que ofendemos ainda nos ama. Esta é uma condição que facilita a reaproximação, mas não serve de base para você pressionar o outro à lhe perdoar. Quando você ofende alguém, deve se aproximar apoiado no SEU arrependimento, não na obrigação que o ofendido tem em lhe perdoar. Afinal perdoar significa que ela foi ferida, injustamente por você e você ainda pede que ela arque com o prejuízo e deixe você livre da devida justiça dela. Imagine! Percebe porque o perdoar tem inspiração divina?

Seu arrependimento precisa expressar outra maneira de pensar a respeito daquela ação e não apenas do ato em si. Se você ignorar esse princípio do arrependimento, não haverá condições para a reconciliação ainda que você confesse.12

Quando você quer expressar seu arrependimento para com Deus, demonstra essa sua disposição confessando a Jesus Cristo como o Senhor, Advogado e sacerdote de sua vida diante do Pai Criador13. Este é o único caminho para você experimentar o perdão divino com esse arrependimento para com Deus criador e não apenas na do modo como age com o próximo, com quem ofendeu.14

Esta mensagem responde à pergunta: Como reagir ao constatar que ofendeu, feriu alguém?

Tarefa para Hoje: Ninguém é justo, isso no entanto, não impede você de reconhecer suas práticas injustas e buscar o perdão com arrependimento.


Notas

¹ 11 Provérbios 28:13 “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.

² 12.2 Pedro 3:9 “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se”

³ 13 Atos dos Apóstolos 17:30-31 “No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam. Pois estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do homem que designou. E deu provas disso a todos, ressuscitando-o dentre os mortos”.

⁴ 14 Mateus 5:23-26 “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.”