share on:

15 de Abril de 2019

Como você exercita seus recursos para lutar pelos direitos seus e dos outros? Somos diferentes uns dos outros. Alguns são mais aguerridos, corajosos. Outros são menos dados a manter os próprios direitos. Você já parou para avaliar as consequências que os incentivos ao uso de armas de fogo por crianças podem provocar na vida destes futuros adultos? Você precisa considerar não apenas o seu medo, a violência reinante, mas as “armas” para a defesa. Defesa da dignidade, dos direitos e das responsabilidades. Suas crianças precisam aprender a conservar seus direitos, seus valores e até encarar a pedofilia para defender a si e aos outros.

Réplicas de armas de fogo de brinquedo ou nos jogos de vídeo game, por exemplo, são alguns dos tópicos que provocam debates. A campanha do desarmamento infantil não trata de desarmar menores de idade que se utilizam de armas de fogo para assaltar, sequestrar, ameaçar, traficar drogas ou matar. Trata tão somente de se incentivar as crianças a entregarem suas armas de brinquedo. Eles imitam assim gente grande que entrega armas de fogo verdadeiras. Essa é a vã esperança de contribuir com a segurança pública.

No ensino que você dá para as crianças, é preciso deixar claro qual o caminho em que devem andar. Pelo que devem lutar e com que armas precisam defender valores, pessoas, dignidade, direitos e responsabilidade pessoal.

Não se vive a realidade cristã como se estivéssemos em algum Jardim do Éden. O Espirito de Cristo registrou na bíblia a importância das armas espirituais. O que Deus diz, atua como uma espada, a fé de Cristo Jesus, serve como escudo, capacete, da reconciliação com Deus pela fé de Jesus. Então temos a couraça da justiça, como colete a prova de “balas”. Mesmo quem defende alguma posição pacifista não prescinde desses recursos espirituais.

Quando soldados arrependidos perguntaram como viver com Deus. Não lhes foi dito para abandonar sua profissão ou as armas, você sabia? Mas sim, viver em meio a violência exige armas espirituais. Contentar-se com o salário que recebe. Não dar denuncia falsa nem agir com força de modo injusto.

Veja se você tem as armas divinas para viver aqui e agora! Antes de defender o desarmamento infantil de qualquer modo.


Esta mensagem responde á pergunta: A campanha de desarmamento infantil realmente contribui para maior segurança pública?
Aplicação para a sua vida: Considere seu discernimento com respeito a natureza do armamento que permite ás crianças e adultos lutarem pela justiça, responsabilidade e não apenas privilégios. Envolva-se nessa “campanha”


Efésios 6:13 “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes” : Carta do apóstolo Paulo escrita aos cristãos na cidade de Éfeso por volta de 62-63 d.C. enfatiza é o propósito eterno de Deus: Jesus Cristo é a cabeça da Igreja, que é formada a partir de muitas nações e raças.

Lucas 3:14 “E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal nem defraudeis, e contentai-vos com o vosso soldo.” Escrito por Lucas, um médico por volta de 59—75 dC mostra como Jesus estava em contato com as pessoas pobres, com os necessitados e com os que são desprezados pela sociedade.